É quase certo. Mercado aposta na subida dos juros nos EUA

  • Rita Atalaia
  • 1 Março 2017

Yellen voltou a alertar que a subida dos juros está para breve. E o mercado acreditou. As probabilidades de um aumento dos custos de financiamento rondam agora os 80%, podendo acontecer já em março.

Primeiro, Janet Yellen disse que seria “imprudente” esperar demasiado tempo para subir as taxas de juro. Depois as minutas da mais recente reunião da Reserva Federal dos EUA (Fed) mostraram que um aumento estará para breve. A probabilidade de uma subida dos custos de financiamento na Fed não param de aumentar. Está em 80%, o que significa que os investidores estão cada vez mais convencidos de que a reunião de março do banco central dos EUA pode trazer uma subida dos juros. Uma perspetiva que está a impulsionar o dólar, depois de Donald Trump não ter dado muitas novidades no seu primeiro discurso no Congresso.

O mercado está a apostar que a Fed vai subir as taxas de juro já em março. As probabilidades de um aumento não param de aumentar. De acordo com o Financial Times (acesso pago), já estão nos 80%. E Janet Yellen, a presidente do banco central dos EUA, tem alimentado esta possibilidade.

A responsável pelo banco central norte-americano já tinha alertado que era “imprudente” esperar demasiado tempo para subir os juros, num cenário de crescimento e aceleração dos preços. E nas minutas da mais recente reunião, a presidente do banco central vai mais longe: esta subida vai acontecer “muito em breve”. Ou seja, possivelmente quando os responsáveis se juntarem em março.

"Parece-me que a maioria dos dados que temos visto ao longo dos últimos meses é muito mais consistente com uma economia que continua a crescer”

William Dudley

Responsável da Reserva Federal dos EUA

Este cenário ganhou força depois de os responsáveis da Fed terem dito que não precisam de ver as reformas fiscais e outras políticas republicanas implementadas antes de agirem. William Dudley, um dos membros do banco central, refere que as perspetivas de outro aumento ganharam muito mais força. “Parece-me que a maioria dos dados que temos visto ao longo dos últimos meses é muito mais consistente com uma economia que continua a crescer”, refere Dudley, numa entrevista à CNN.

Mas porque é que estas declarações são tão importantes? Porque, como explica o economista do Jefferies Thomas Simons, este responsável costuma apoiar uma política acomodatícia. Por isso, os comentários são “relevantes”, diz. A probabilidade de um aumento das taxas de juro em março cresceu para os 74% na terça-feira depois destas declarações, de acordo com dados da Bloomberg. Um aumento que se intensificou mais tarde para os 80%.

Este cenário de subida dos juros está a impulsionar o dólar. A moeda norte-americana ganha 0,4% face ao euro. Isto depois de o foco ter voltado a estar virado para a política monetária dos EUA, já que o Presidente norte-americano não deu muitas novidades no seu primeiro discurso no Congresso. Donald Trump discursou durante cerca de uma hora e vinte minutos, nos quais fez questão de reiterar muitos dos assuntos que tem vindo a defender desde que era candidato presidencial.

O mercado já tinha “adotado posições antes deste evento [discurso do Presidente dos EUA] e Donald Trump não disse nada de negativo, por isso o dólar está por agora a ser suportado pelas expectativas de que a Fed vai subir os juros este mês”, diz Kyosuke Suzuki, do Société Générale, à Bloomberg.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

É quase certo. Mercado aposta na subida dos juros nos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião