Governo pressiona BdP na escolha da administração

  • ECO
  • 2 Março 2017

O processo de nomeação da administração do Banco de Portugal está a criar um impasse entre Carlos Costa e António Costa. O Governo já rejeitou pelo menos meia dúzia de nomes propostos pelo governador.

O Governo está a pressionar o Banco de Portugal. O Executivo quer que a escolha dos novos administradores para o banco central cumpra o critério da paridade de género. Uma exigência que pode fazer, uma vez que é que quem nomeia os administradores. Mas quem propõe é Carlos Costa, que já viu pelo menos meia dúzia de sugestões a serem rejeitadas por António Costa. No Conselho de Ministros desta quinta-feira devem ser nomeados dois homens e uma mulher, ficando a aguardar por outra mulher com um perfil que se enquadre.

O Jornal de Negócios (acesso pago) avança que o processo de nomeação do conselho de administração do Banco de Portugal está a criar um impasse entre Carlos Costa e António Costa. Cabe ao governador do banco central propor os nomes para os administradores. Mas é o Governo que tem a palavra final. E, segundo o Negócios, já rejeitou pelo menos meia dúzia de nomes propostos por Carlos Costa.

Depois de o jornal Público ter dito que a nova administração do Banco de Portugal proposta pelo governador não foi aceite pelo Governo — sob o argumento das quotas de género que estão a ser impostas aos bancos, o Executivo adianta que o BdP não podia ter apenas uma mulher na administração: a ex-eurodeputada Elisa Ferreira — hoje o jornal diz que o Executivo quer duas mulheres na administração para que haja paridade de géneros.

O jornal refere que poderão ser nomeados no Conselho de Ministros de hoje dois homens e uma mulher, ficando o quarto lugar livre à espera de uma mulher com um perfil que se enquadre. Na reunião entre os ministros, deverá ser decidida a promoção de Elisa Ferreira ao cargo de vice-presidente. Para além de Elisa Ferreira, o Público avançou que Carlos Costa terá aceite sem contrariar e terá mesmo já entregue um nome ao Governo: Ana Paula Serra, atual vogal do Conselho de Auditoria do Banco de Portugal e professora na Faculdade de Economia do Porto.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo pressiona BdP na escolha da administração

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião