Nos: Mais clientes, mais lucros. Dividendo sobe

A Nos lucrou 90,4 milhões de euros no último ano. Um aumento dos resultados líquidos acompanhado pelo recorde no número de subscritores dos seus serviços. São já mais de nove milhões.

A Nos lucrou mais no ano passado. A empresa liderada por Miguel Almeida fechou o ano com resultados líquidos de 90,4 milhões de euros, valor suportado no crescimento do número de clientes: atingiu um recorde de subscrições. Os investidores vão receber um dividendo de 20 cêntimos, mais do que no ano passado.

A empresa de telecomunicações apresentou um crescimento de 9,3% nos resultados líquidos. “Apesar do impacto do aumento dos custos com conteúdos desportivos premium, o EBITDA consolidado registou um crescimento de 4,4% no ano de 2016“, refere a empresa em comunicado enviado à CMVM. Já as receitas subiram 4,9% para os 1,5 mil milhões de euros.

“O ano de 2016 representou mais um ano de forte crescimento e reforço dos resultados financeiros, bem como mais uma etapa na execução da estratégia de crescimento da Nos, apresentada em 2014, onde se estabeleciam como principais objetivos o crescimento de quota de mercado e reforço da nossa posição competitiva no mercado português das comunicações”, diz Miguel Almeida.

 

Os resultados foram divulgados esta noite, em comunicado à CMVM, e dão conta de um crescimento transversal em todos os serviços prestados pela empresa, que resultam no valor mais alto de sempre de serviços prestados pela empresa: 9,1 mil milhões. “O número de serviços aumentou 7,2% para 9,077 milhões, com adições líquidas de 611,9 mil face ao final de 2015”, salienta.

Em 2016, o número de subscritores móveis chegou aos 4,456 milhões enquanto os clientes e televisão por subscrição aumentaram, no mesmo período, 3,7% para 1,6 milhões, sendo que destes mais de 680 mil são clientes com ofertas convergentes, ou seja, triple ou quadplay. O ARPU, ou seja, a receita média mensal obtida pela Nos com cada um dos seus clientes registou um crescimento de 3,1%, passando de 42 para 43,3 euros.

Dividendos? Mais que os lucros

A empresa liderada por Miguel Almeida registou lucros de cerca de 90 milhões, num ano em que o investimento manteve-se elevado. “A Nos continua a apostar em Portugal, tendo investido só no último exercício perto de 400 milhões de euros [quebra de 3,8% face ao ano anterior], mantendo o seu compromisso de contribuir decisivamente para que o país se mantenha na linha da frente da transformação digital”, diz a Nos.

E quanto vai dar em dividendos? Mais do que os resultados obtidos, fruto do aumento de 25% que é proposto pela administração. “O Conselho de Administração da Nos aprovou uma proposta de um dividendo ordinário de 20 cêntimos de euro por ação, representando um rácio de payout de 114%, constituindo um aumento de 25% face ao dividendo pago no ano anterior. Esta proposta está sujeita à aprovação final por parte da assembleia geral de acionistas”, diz.

Comentários ({{ total }})

Nos: Mais clientes, mais lucros. Dividendo sobe

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião