PSI-20 acaba o dia como começou: morno

  • Marta Santos Silva
  • 2 Março 2017

A Jerónimo Martins, a Corticeira Amorim e a Nos acabaram o dia a cair, mas as energéticas fecharam no verde - já o índice de referência da bolsa portuguesa acabou a sessão quase inalterado.

O PSI-20 fechou quase inalterado esta quinta-feira, a subir 0,01% para os 4708,57 pontos — de manhã, na abertura da sessão, subia apenas 0,03%. Foi um dia misto para as cotadas portuguesas com as energéticas a subirem, enquanto a Jerónimo Martins e a NOS desceram. Na Europa, o quadro é igualmente tão verde quanto vermelho.

A cair terminaram a Corticeira Amorim, que descia 0,47% para os 9,68 pontos, a NOS, a cair 1,32% para os 5,55 pontos, a Jerónimo Martins e outras quatro das cotadas portuguesas, enquanto as restantes subiram com especial destaque para a Galp, que acabou a sessão quase neutra mas no verde, e para o Grupo EDP, onde tanto a Renováveis como a casa mãe fecharam a subir, embora pouco.

Um dia que também foi misto na Europa: se Madrid, Frankfurt e Amesterdão caíam, Paris e Londres subiam ligeiramente no final de um dia de trocas.

Mais entusiasmante está a sessão em Nova Iorque, onde a empresa mãe do Snapchat entrou hoje no NASDAQ a disparar 40%, para os 24 dólares, bem acima dos 17 que valiam os títulos da empresa antes da entrada no mercado.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PSI-20 acaba o dia como começou: morno

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião