Em atualização PSI-20 no verde… mas por pouco

  • Rita Atalaia
  • 2 Março 2017

O PSI-20 volta a abrir no verde, mas por uma pequena margem. A bolsa nacional sobe apenas 0,03%, mantendo-se acima da linha de água pela terceira sessão consecutiva com a ajuda da EDP.

A praça portuguesa continua a recuperar. Mas por pouco. O PSI-20 volta a abrir no verde pela terceira sessão consecutiva, acompanhando o otimismo nas restantes praças europeias. Só que os ganhos são ligeiros. A bolsa nacional abriu em alta de 0,03%, mantendo-se acima da linha de água com a ajuda do grupo EDP.

O índice de referência nacional, o PSI-20, abriu a subir 0,03% para os 4.709,45 pontos. E é o grupo EDP que está a manter a praça lisboeta em território positivo. A EDP acelera 0,41% para os 2,92 euros, antes de a energética apresentar os resultados a 2016, após o fecho do mercado.

Para o quatro trimestre, a equipa de analistas do BPI estima que o “EBITDA tenha atingido os 877 milhões de euros, o que representa uma queda de 6% face ao mesmo período do ano anterior. Contudo, o resultado líquido terá aumentado 69% para os 299 milhões de euros e a dívida líquida terá ascendido aos 15.923 milhões de euros”

Já a EDP Renováveis valoriza 0,22% para os 6,35 euros. O mesmo não se pode dizer da Galp Energia, que cai 0,36% para os 13,96 euros na abertura da sessão.

Na banca, o BCP está a manter a praça portuguesa sob pressão. O banco liderado por Nuno Amado cai 0,13%. Por outro lado, as unidades de participação do Montepio continuam a registar subidas acentuadas, valorizando mais de 10%.

Na Europa, os ganhos também são muito ligeiros. O Stoxx 600 sobe 0,01%. Isto num dia em que, segundo o Diário de Bolsa do BPI, “apesar do rally observado em Wall Street, os investidores europeus deverão hoje dirigir as suas atenções para os resultados empresariais publicados, como também para o cenário político que tem desencadeado um sentimento de incerteza”.

(Notícia atualizada às 08h17 com mais informação)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PSI-20 no verde… mas por pouco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião