Brexit. Reino Unido “vai contra-atacar” se não chegar a bom acordo com a UE

  • Lusa
  • 5 Março 2017

O ministro das Finanças britânico, Philip Hammond diz que o Reino Unido "vai contra-atacar" se não alcançar o acordo que pretende para a saída da UE.

O ministro das Finanças britânico, Philip Hammond, disse hoje que o Reino Unido “vai contra-atacar” e “fará o que tiver de fazer” se não alcançar o acordo que pretende para a saída da União Europeia (‘Brexit’).

“Se alguém na União Europeia pensar que o Reino Unido se vai comportar como um animal ferido se não chegar a acordo com a União Europeia, isso não vai acontecer. Os britânicos têm um grande espírito de luta e vão contra-atacar. Vamos fazer novos acordos comerciais em todo o mundo e definiremos o nosso negócio a nível mundial”, disse Philip Hammond, numa entrevista à BBC.

"Se alguém na União Europeia pensar que o Reino Unido se vai comportar como um animal ferido se não chegar a acordo com a União Europeia, isso não vai acontecer. Os britânicos têm um grande espírito de luta e vão contra-atacar. Vamos fazer novos acordos comerciais em todo o mundo e definiremos o nosso negócio a nível mundial”

Philip Hammond

Ministro das Finanças britânico

O ministro sublinhou que “irá reforçar e fazer o que tiver de fazer para garantir que a economia britânica seja competitiva e que o país tenha um futuro grande e de sucesso“.

Philip Hammond não adiantou se uma das “armas de contra-ataque” poderá ser a redução ao máximo dos impostos, de forma a atrair empresas, em grande concorrência com a União Europeia, algo que o Governo tinha insinuado no passado.

“Não vou especular sobre a resposta do Reino Unido a um resultado que não espero”, disse à BBC, referindo-se a uma eventual falta de acordo com Bruxelas.

Hammond lembrou, no entanto, que se trata de uma “negociação” e que “há que tomar posições”.

“Esperamos conseguir um amplo acordo de livre comércio com os nossos parceiros europeus, mas todos devem saber que a alternativa não vai ser empurrar o Reino Unido para um canto”, disse.

"Esperamos conseguir um amplo acordo de livre comércio com os nossos parceiros europeus, mas todos devem saber que a alternativa não vai ser empurrar o Reino Unido para um canto”

Philip Hammond

Ministro das Finanças britânico

O Reino Unido tem endurecido a sua posição face ao início das negociações com Bruxelas, prevendo a primeira-ministra, Theresa May, que este mês comece a concretização do Artigo 50.º do Tratado de Lisboa, que ativa a saída da União Europeia.

O ministro do ‘Brexit’, David Davis, já alertou na terça-feira os seus colegas no Governo para que devem estar preparados para “o cenário improvável” de que “um acordo mutuamente satisfatório possa não ser alcançado” com a União Europeia.

Na quarta-feira, Hammond vai apresentar o seu primeiro orçamento para o ‘Brexit’.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Brexit. Reino Unido “vai contra-atacar” se não chegar a bom acordo com a UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião