Taxistas desconvocam protesto. IMT dá garantias

A Federação Portuguesa do Táxi decidiu desconvocar a concentração-vigília agendada para esta quinta-feira em protesto contra a Uber. IMT terá dado garantias de que vai resolver "todos os problemas".

Foi desconvocada a concentração-vigília que estava a ser organizada pela Federação Portuguesa do Táxi (FPT) contra as plataformas Uber e Cabify. Carlos Ramos, que representa os taxistas federados, terá recebido “a garantia” do presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes de que “serão resolvidos todos os problemas identificados”, dizem os taxistas. A ação de protesto estava agendada para esta quinta-feira, em frente a Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), em Lisboa.

Na nota enviado às redações, consta que “em conversa telefónica com o presidente da FPT, o presidente do IMT deu ‘a palavra’ de que estamos a viver um processo de boa-fé entre instituições, razão que leva a FPT a desconvocar a concentração-vigília marcada para amanhã.” Recorde-se que a hipótese já tinha sido indicada ao ECO pelo próprio Carlos Ramos a 23 de fevereiro: “Estamos a marcar isso até com algum tempo para que quem de direito oiça este grito, que é mais um, para que nos digam alguma coisa. O IMT, neste caso concreto, será, para já, aquela entidade que deveria dizer qualquer coisa”, disse na altura.

Em causa está uma alteração legislativa de novembro, que tornou a Uber e a Cabify ilegais aos olhos das autoridades, de acordo com um parecer interno da PSP a que o ECO teve acesso. Apesar das multas que foram aplicadas a vários motoristas ao serviço das plataformas, a FPT considera que não está a ser feito o suficiente para fazer cumprir a lei. Não é certo o que é que está em causa nas garantias que terão sido dadas pelo IMT à FPT. A discussão da proposta do Governo para regulamentar o setor está agendada para 17 de março.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Taxistas desconvocam protesto. IMT dá garantias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião