Regulador dá “luz verde” ao plano da EDP Distribuição mas propõe corte no investimento

  • Lusa
  • 13 Março 2017

O regulador propõe uma redução em cerca de 10% do plano de investimentos para não ter impacto nas tarifas.

O regulador da energia dá “luz verde” ao plano de investimento da EDP Distribuição para os próximos cinco anos, num montante de 511 milhões de euros, mas propõe uma redução em cerca de 10% para não ter impacto nas tarifas.

No parecer hoje divulgado, “a ERSE considera que o operador da rede nacional de distribuição de eletricidade deve reformular a proposta no sentido de reduzir o total do investimento proposto em cerca de 10% […] num montante da ordem dos de 50 milhões de euros (a custos primários)”.

Nesse sentido, a EDP Distribuição deverá adiar “em um ou dois anos a calendarização da entrada em exploração de um conjunto de projetos de investimento que não sejam urgentes”, propõe o regulador da energia como forma de conseguir que não tenha qualquer impacto nos preços finais pagos pelos consumidores na conta da eletricidade.

No parecer que agora será remetido ao Governo, a ERSE elenca os investimentos propostos que podem ser adiados, como o aumento da resiliência de linhas aéreas, cujo montante de investimento é de 7,5 milhões de euros, o acesso a novo serviços – com um montante previsto de 34 milhões de euros -, o programa de renovação e reabilitação de ativos de média e alta tensão – orçado em 83 milhões de euros – ou o vetor de investimento ‘outros’, com um investimento de 53 milhões de euros, deixando inalterados os programas de “investimento obrigatório”, “investimento corrente urgente” e “promoção ambiental”.

“Esta redução do investimento em, pelo menos, 50 milhões de euros do total proposto permitirá que a concretização dos projetos previstos na Proposta de Plano de Desenvolvimento e Investimento da Rede de Distribuição de Eletricidade (PDIRD-E 2016) não contribua para o agravamento das tarifas de acesso às redes em cenários mais conservadores de evolução da procura”, defende o regulador da energia.

Entre os 511 milhões de euros de investimento proposto, 280 milhões de euros correspondem a projetos e programas de investimento que já constavam do PDIRD-E 2014, que foi aprovado pelo Governo em 22 de abril de 2015, através da secretaria de Estado da Energia, que abrangia projetos para o período de 2015 a 2019.

A segurança do abastecimento representa um investimento de 104 milhões de euros, isto é, cerca de 20% do total do plano, o que corresponde a uma média anual de 21 milhões de euros, ligeiramente inferior aos 22 milhões de euros de investimento médio verificado no período 2014-2016.

Comentários ({{ total }})

Regulador dá “luz verde” ao plano da EDP Distribuição mas propõe corte no investimento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião