Petróleo em queda volta a baixar combustíveis

Os preços dos combustíveis vão voltar a descer na próxima semana. A queda dos preços do petróleo permite um alívio tanto na gasolina como no gasóleo patrocinada também pelo euro mais forte.

Os combustíveis vão ficar mais baratos na próxima semana. Depois da descida registada esta semana, vem aí uma nova redução, embora menos expressiva. É mais um alívio para a carteira dos consumidores portugueses que resulta da queda dos preços do petróleo, mas também de uma recuperação da moeda única.

Tanto a gasolina como o gasóleo ficaram mais baratos nos mercados internacionais, esta semana. De acordo com os cálculos do ECO, com base nos dados da Bloomberg, registou-se uma descida de 1,11% no preço médio semanal da gasolina e de 0,13% no caso do diesel. Mas isto foi em dólares. Em euros, com a subida da divisa, as quedas foram mais acentuadas: 2,11% e 1,13%, respetivamente.

Estas descidas, numa semana que ficou marcada pela queda do Brent para menos de 50 dólares, um mínimo desde novembro, vão permitir poupanças na hora de abastecer o depósito já no arranque da próxima semana. Há margem para uma descida de um cêntimo no valor por litro da gasolina, já no caso do gasóleo a redução deverá ser em torno de meio cêntimo.

A gasolina poderá, assim, baixar para um valor médio de 1,45 euros, tendo em conta que o valor médio atual da gasolina simples de 95 octanas é de 1,46 euros, de acordo com os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia. Já o gasóleo simples, que está a ser vendido a 1,246 euros, poderá recuar para um preço médio de 1,24 euros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Petróleo em queda volta a baixar combustíveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião