IRS: Deduções com educação caíram 23 milhões em 2015

  • ECO
  • 4 Abril 2017

Há mais 53 contribuintes com vencimento superior a 250 mil euros por ano -- passam a ser 2452 famílias neste patamar.

Os dados do IRS de 2015 mostram que as famílias perderam 23 milhões de euros em deduções de educação, escreve esta terça-feira o Dinheiro Vivo, que acrescenta que 53 contribuintes se juntaram ao grupo que declara mais de 250 mil euros por ano. Dos cinco milhões de declarações recebidas nesse ano, só metade pagou imposto.

O Dinheiro Vivo destaca, com base nos dados fornecidos pela Autoridade Tributária e Aduaneira, que a reforma do IRS teve um impacto negativo sobre os contribuintes na área da educação, onde foram excluídas deduções de produtos como materiais escolares ou refeições de 2014 para 2015. Esta alteração, que já foi retificada e mudará novamente neste IRS sendo possível voltar a descontar as refeições escolares, causou em 2015 uma dedução inferior em 23 milhões nas deduções da educação.

O regime dos residentes não habituais, que permite isenção fiscal aos reformados estrangeiros e uma taxa de IRS reduzida aos trabalhadores altamente qualificados, custou ao Estado 166 milhões de euros em 2015, mais 35% do que no ano anterior, acrescenta o mesmo jornal.

Também é possível ver que aumentou o número de famílias a descontar acima de 250 mil euros por ano, que passam a ser 2452, representando 0,05% dos agregados familiares que apresentaram declarações relativas a 2015. De acordo com a AT, estas famílias responderam por 471 milhões de euros que o IRS rendeu nesse ano, 4,76% do total. É uma subida de 10,15% em relação ao ano anterior.

As faturas com NIF na área dos restaurantes, cabeleireiros e reparação automóvel beneficiaram os contribuintes em 47 milhões de euros — em comparação, no IRS de 2014 este valor foi de 27 milhões nesta área.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

IRS: Deduções com educação caíram 23 milhões em 2015

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião