Mais-valias custam 7% ao BCP

O BCP voltou a cair de forma acentuada na bolsa. As ações tombaram 7% em dois dias, sendo alvo de nova tomada de mais-valias da parte dos investidores que quiseram aproveitar o bom momento do banco.

Com este desempenho, o PSI-20 fechou em terreno negativo pela segunda sessão consecutiva. E fechou ainda em contramão com os principais índices europeus, algo que tem sido bastante frequente este ano. Ainda na bolsa nacional, dois destaques pela positiva: a EDP Renováveis voltou a valorizar e está quase 20 cêntimos acima da OPA. E a Corticeira Amorim disparou 5% com uma avaliação bastante favorável da parte da casa de investimento Haitong.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais-valias custam 7% ao BCP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião