Uber teve prejuízos de 2,8 mil milhões em 2016

Uber tem passado maus momentos. Acusações de assédio sexual, CEO em discussões com condutor por causa das baixas tarifas e agora prejuízos. Cerca de 2,8 mil milhões de dólares no ano passado.

A empresa norte-americana de transporte de passageiros Uber revelou esta sexta-feira prejuízos de 2,8 mil milhões de dólares (2,6 mil milhões de euros) em 2016, tendo apresentado um volume de negócios de 6,5 mil milhões de dólares.

O grupo de San Francisco, que opera em vários países incluindo em Portugal, adiantou que o número de viagens realizadas mais do que duplicou no ano passado, totalizando os 20 mil milhões de dólares, excluindo as operações na China, onde a Uber vendeu a sua atividade.

“Estamos felizes por ter uma atividade sã e em expansão que nos dá a larga margem de manobra que é precisa para realizar as mudanças que sabemos que são necessárias”, afirmou a responsável pelas operações da Uber na América do Norte, Rachel Holt.

A Uber está avaliada em 68 mil milhões de dólares. E, porque não está cotada em bolsa, não está obrigada a apresentar as suas contas publicamente.

 

"Estamos felizes por ter uma atividade sã e em expansão que nos dá a larga margem de manobra que é precisa para realizar as mudanças que sabemos que são necessárias.”

Rachel Holt

Diretor regional da Uber

A empresa tem estado debaixo de fogo nas últimas semanas, incluindo acusações de assédio sexual e um vídeo mostrando o presidente executivo Travis Kalanick a discutir com um condutor da Uber acerca das tarifas que estavam a ser cobradas.

Neste momento, a Uber está à procura de um diretor operacional para ajudar na gestão de Kalanick, reparar a imagem da companhia e melhorar a sua cultura interna.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Uber teve prejuízos de 2,8 mil milhões em 2016

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião