Atlantia interessada na espanhola Abertis

A empresa italiana, controlada pela família Benetton, demonstrou interesse numa fusão com a Abertis, confirmou esta última. A avançar, será o retomar de uma ideia com mais de dez anos.

A gigante italiana das infraestruturas, Atlantia, está interessada numa fusão com a Abertis, a sua homóloga espanhola. A informação foi confirmada esta terça-feira pela Abertis, num comunicado submetido aos mercados após uma notícia da Bloomberg no mesmo sentido.

Ainda não está nada decidido e as conversações encontram-se numa fase muito preliminar. Pode nem sequer haver negócio. No entanto, a avançar, criará uma companhia de infraestruturas maior ainda do que a francesa Vinci, com uma receita anual combinada na ordem dos dez mil milhões de dólares. Segundo a agência, a Atlantia, controlada pela família Benetton, estará a ponderar uma oferta em dinheiro e ações.

Com uma capitalização bolsista de 20 mil milhões de euros, a Atlantia detém a concessionária de autoestradas Autostrade per L’Italia (equivalente à Brisa em Portugal) e dois aeroportos em Roma. Sedeada em Barcelona, a Abertis é avaliada em 15 mil milhões de euros. Face a esta notícia, as ações da primeira encolheram 3,33%, para 23,20 euros. As da segunda avançaram 6,61%, para 16,30 euros.

Esta não é a primeira vez que a Atlantia tenta comprar a Abertis. Há mais de dez anos, o negócio esteve prestes a ser fechado, mas acabou por cair com a oposição do governo italiano. A empresa italiana tem planos para expandir operações fora de Itália, mais propriamente no segmento das autoestradas e dos aeroportos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Atlantia interessada na espanhola Abertis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião