Energia arrasta bolsa de Lisboa. Pharol tomba quase 9%

O PSI-20 fechou em queda, seguindo em contra-mão face aos ganhos dos pares europeus. Em Lisboa, as ações da EDP e da Galp Energia tiraram fôlego ao índice bolsista luso.

A praça lisboeta terminou no vermelho, com os títulos do setor energético a serem os principais responsáveis por o PSI-20 ter contrariado os ganhos dos principais pares europeus. Ainda assim, coube à Pharol ser o destaque negativo da sessão, com as suas ações a tombarem quase 9%. Chegaram a perder quase 20%.

O PSI-20 recuou 0,55%, para os 4.906,62 pontos, na sessão desta quinta-feira, com mais de metade dos seus 19 títulos a conhecerem perdas. A EDP e a Galp Energia, foram as cotadas que mais pesaram no desempenho negativo do índice bolsista nacional, ao protagonizarem tombos de 1,23% e 0,63%, respetivamente, para os 3,05 e 14,23 euros. O deslize dos títulos da petrolífera seguiu em sintonia com o rumo das cotações do petróleo nos mercados internacionais.

A Jerónimo Martins foi outra das cotadas que mais pesaram no sentimento negativo que se assistiu na praça lisboeta na última sessão. As suas ações deslizaram 1,12%, para os 16,30 euros, no dia em que a retalhista divulga o balanço das suas contas relativo ao primeiro trimestre do ano após o fecho do mercado.

Pharol em queda

Fonte: Bloomberg

Contudo, cabe à Pharol o destaque mais negativo da sessão lisboeta. As suas ações tombaram 8,85%, para os 31 cêntimos, naquele que é o pior registo diário em cerca de dois meses. Durante a sessão, as ações da Pharol chegaram a derrapar 18,55%, penalizadas pela falência dos veículos financeiros da sua participada Oi na Holanda.

Destaque também para o deslize de 1,01%, para os 18,7 cêntimos, das ações do BCP, que ajudaram a alarga as perdas do PSI-20.

Em alta, referência para as ações da Altri que comandaram os ganhos em Lisboa, ao avançarem 2,42%, para os 4,23 euros. Contudo, foram sobretudo os títulos da Mota-Engil e da Navigator que mais ajudaram a travar a queda do índice luso. As ações da construtora avançaram 0,81%, para os 2,24 euros, enquanto as da papeleira somaram 0,49%, para os 3,72 euros.

Na Europa, a tendência geral foi de ganhos, com as bolsas a verem com bons olhos a crescente popularidade de Macron na corrida às eleições presidenciais francesas que acontecem este fim de semana. O Stoxx Europe 600 valorizou 0,25%, para os 378,18 pontos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Energia arrasta bolsa de Lisboa. Pharol tomba quase 9%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião