5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

A reforma fiscal da Administração Trump promete marcar o dia, com as empresas ansiosas pela expectável redução de impostos. Em Portugal, a ida de Centeno ao Parlamento é um dos eventos a acompanhar.

Os mercados vão continuar a subir à boleia do resultado das eleições francesas? O que Mário Centeno ainda tem para dizer sobre a Caixa? E a passagem de testemunho no BPI será tranquila? Perguntas que vão ter resposta ao longo desta quarta-feira.

Assembleia-geral do BPI

A assembleia geral do BPI que tem lugar esta quarta-feira em Serralves, às 10h00 da manhã, marca um novo ciclo na vida do banco. O CEO histórico do BPI, Fernando Ulrich, também conhecido por enfant terrible, sai da presidência do conselho de administração do banco para o lugar de chairman, um cargo ocupado até agora por Artur Santos Silva. Este, por seu turno, assume o cargo de presidente honorário. Os destinos do banco vão passar para as mãos de Pablo Forero, agora que será o CaixaBank a decidir os destinos do banco.

Centeno e o plano de reestruturação da CGD

O dia começa com a audição do ministro das Finanças, Mário Centeno, sobre os resultados e o plano de reestruturação da Caixa Geral de Depósitos, na Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa. Recorde-se que Paulo Macedo já anunciou que o programa de rescisões da Caixa vai arrancar em abril — o objetivo é dispensar 2.200 pessoas — e, até 2020, o banco público deverá ficar com apenas 470 a 490 balcões, contra os atuais 651. O processo promete inflamar os ânimos. Ainda na terça-feira, a população de Silvares, no Fundão, saiu à rua para protestar contra o encerramento da agência da CGD. A audição de Mário Centeno, agendada para as dez da manhã, no Parlamento, servirá ainda para discutir e votar um requerimento do PSD relativo a uma audição do ministro das Finanças sobre o acordo com o Santander Totta.

Santander apresenta resultados

O Banco Santander Totta apresenta os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2017. Recorde-se que o banco liderado por António Vieira Monteiro fechou 2016 com lucros de 395,5 milhões de euros, mais 35,8% do que o registado em 2015. A instituição financeira de origem espanhola comprou parte da atividade bancária do Banif no final de 2015, no âmbito do processo de resolução deste banco. Os resultados do primeiros três meses do ano são apresentados ao meio dia na Rua da Mesquita, n.º 6. Em fevereiro, a Moody’s manteve o rating do Santander Totta no grau de lixo, mas alterou a perspetiva para “positiva”, sendo expectável que venha a melhorar a médio prazo a nota de crédito do banco.

Empresas divulgam resultados

São várias as empresas que prestam contas esta quarta-feira. A Endesa tem prevista a assembleia-geral ordinária dos seus acionistas na qual vai apresentar os resultados das suas subsidiárias juntamente com os da empresa-mãe. O evento decorre em Madrid às 18:00 locais (17:00 em Lisboa). A Cofina, a Altri e a F. Ramada reúnem os acionistas em assembleia geral no Porto, na sede da empresa, na Rua do General Norton de Matos ao longo da manhã. Também a Boeing, Fiat Chrysler, GlaxoSmithKline, Pepsico e Procter&Gamble têm agendado apresentar resultados esta quarta-feira.

Stocks de petróleo em queda?

A Administração de Informação sobre Energia divulga esta quarta-feira o seu relatório sobre os stocks de crude nos Estados Unidos. O mercado está a antecipar uma queda nos inventários pela terceira semana consecutiva. E os futuros já está a refletir essa expectativa. O crude está a subir, tanto o WTI como o Brent. Os stocks de ouro negro nos Estados Unidos provavelmente caíram em 1,75 milhões de barris na semana passada, de acordo com uma sondagem da Bloomberg. Os preços do petróleo estiveram a cair depois do ministro russo da Energia, Alexander Novak, ter dito que o seu país vai esperar para decidir se se juntará à OPEP na decisão de prolongar os cortes na produção.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião