Desemprego abaixo dos 10% pela primeira vez desde 2009

  • Marta Santos Silva
  • 28 Abril 2017

A população desempregada de fevereiro foi estimada em 508,3 mil pessoas. A taxa de desemprego revista cai assim abaixo dos 10%, para os 9,9%, pela primeira vez em oito anos.

O INE reviu em baixa a taxa de desemprego estimada de fevereiro deste ano, que passa a ser de 9,9%, a taxa mais baixa registada desde fevereiro de 2009. A estimativa provisória para março fixa-se, por sua vez, nos 9,8%, estando sujeita a revisão posterior.

Em fevereiro, a taxa de desemprego caiu 0,2 pontos percentuais em relação a janeiro, para o valor mais baixo observado nos últimos oito anos. Havia 508,3 mil pessoas desempregadas no país, uma diminuição de 1,9% em relação ao mês anterior, e 4.630,2 mil pessoas empregadas, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Taxa de desemprego

Nota: O valor de março é provisório. Fonte: INE

Para o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, a redução da taxa de desemprego é “um sinal extremamente positivo” e revela uma “dinâmica de criação de emprego que muitos consideravam impossível”. “Baixar dos 10% quer dizer que estamos a entrar num outro terreno, ainda com taxa de desemprego elevada, mas a aproximar-se de níveis que já não tínhamos há muitos anos”, afirmou Vieira da Silva, em declarações à Lusa.

Já para o primeiro-ministro, a taxa de desemprego abaixo dos 10%, pela primeira vez em muitos anos, “é o teste de algodão para o sucesso” da política económica governativa e confirma a inversão do ciclo.

Porventura, aquilo que mais nos deve encher de satisfação, porque é aquilo que ajuda a reforçar a confiança, que ajuda a dar força à economia e que é o teste de algodão para o sucesso desta política económica, é o que está a acontecer com o mercado de trabalho”, afirmou António Costa, durante o discurso na inauguração do Polo Industrial Tekever, em Ponte de Sor, no distrito de Portalegre. “Inverteu-se o ciclo. Agora não é altura de partir, é altura de ficar e de regressar porque, apostando nas qualificações, as empresas que precisam de emprego qualificado têm Portugal como destino”, defendeu.

A taxa de desemprego continua acima da média da zona euro, que se fixou nos 9,5% em fevereiro. No entanto, o Eurostat destacou nessa divulgação estatística que Portugal teve uma das maiores quedas homólogas nos países da moeda única, logo a seguir a Espanha. A Europa mantém-se nos níveis de desemprego mais baixos desde 2009.

Do lado dos países com as menores taxas de desemprego, estão a República Checa (3,4%), Alemanha (3,9%) e Malta (4,1%). Grécia e Espanha mantêm-se como os países com as maiores taxas de desemprego.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Desemprego abaixo dos 10% pela primeira vez desde 2009

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião