Função pública pode vir a ter dois aumentos

  • ECO
  • 30 Abril 2017

Tudo dependerá da avaliação de desempenho. Quem reunir 20 pontos sobe duas posições na tabela remuneratória. Técnicos superiores podem vir a ganhar mais 412 euros por mês.

Os funcionários públicos que tenham acumulado 20 pontos na avaliação de desempenho vão poder subir duas vezes na tabela remuneratória. No caso de técnicos superiores, isto significa um aumento de 412 euros por mês, noticia hoje o Correio da Manhã [acesso pago], citando as instruções enviadas pelo Governo aos serviços para recolha de informação.

Este guião avança com um conjunto de exemplos. Os técnicos superiores saem a ganhar, com um aumento de 206 euros se avançarem apenas uma posição remuneratória ou de 412 euros, se avançarem duas posições. Salários mais baixos também podem evoluir: um assistente técnico passa a ganhar mais 52 euros por mês se subir uma posição salarial, por exemplo.

Já quem não foi avaliado pode vir a ser prejudicado. “Quando o trabalhador não tenha sido avaliado por não ter sido realizado o processo de avaliação no serviço, para efeitos de cálculo do impacto [orçamental], se estime a avaliação: um ponto para ciclo de avaliação anual; dois pontos para ciclo bienal”, cita o jornal.

Para que a informação seja rigorosa, o Governo enviou instruções aos serviços sobre como recolher o vencimento base dos funcionários e a avaliação do desempenho ao longo dos anos, processo que deverá decorrer até ao final do mês de maio, avança ainda o diário. De acordo com o Programa de Estabilidade, o descongelamento das carreiras na função pública vai custar 248 milhões de euros.

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Função pública pode vir a ter dois aumentos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião