Mercedes vai acelerar para os serviços digitais em Lisboa

  • Juliana Nogueira Santos
  • 9 Maio 2017

No evento de apresentação do novo Digital Delivery Hub em Lisboa, a marca mostrou-se confiante no estabelecimento de uma forte relação com a cidade e os seus profissionais.

Marcus Breitschwerdt, Sabine Scheunert, Conrad Fritzsch na apresentação do Digital Delivery Hub.ECO

A Mercedes-Benz acaba de dar os primeiros passos na área do desenvolvimento digital, através da abertura do Digital Delivery Hub, um centro mundial de competências digitais para a criação de software de mobilidade. Esta nova aposta da marca, que vai ter como casa a cidade de Lisboa, tem como principal objetivo ocupar a liderança na área dos serviços digitais de mobilidade.

No evento de apresentação do projeto, esta manhã em Lisboa, marcaram presença três administradores da gigante automóvel, entre os quais Sabine Scheunert, vice-presidente do departamento de vendas digitais da Mercedes-Benz. Esta confirmou que a escolha da cidade advém de uma comparação ponderada, em que Lisboa se destacou pela oferta de mão-de-obra qualificada e o ambiente criativo da cidade. A marca juntou-se à Web Summit e decidiu então instalar-se na Second Home. “Isto é apenas o início de uma relação de confiança”, garantiu Scheunert.

A aposta na inovação e na formação foi um aspeto sublinhado por António Costa, que também esteve presente na apresentação. O primeiro-ministro afirmou que o país tem feito uma “evolução notável”, na ciência e na inovação, e que conseguiu inverter um ciclo que há muito se experienciava. “Antes os engenheiros saiam de Portugal para procurar [oportunidades], agora são os melhores postos de trabalho que chegam a Portugal para aproveitar os engenheiros portugueses.”

A importância de dar valor à indústria automóvel também foi destacada pelo primeiro-ministro. “Portugal transformou-se num cluster da indústria automóvel e tem de acompanhar a evolução do cluster e dar suporte a esta nova indústria”, garantiu António Costa. “Com este projeto, subimos um patamar na cadeia de valor da industria automóvel.”

A representar o município neste evento, Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa agradeceu a escolha da cidade para incubar este novo projeto e assumiu três compromissos para com a Mercedes e os empreendedores presentes: “Ser e continuar a apostar na produção de talentos”, assumir-se como uma “cidade amiga das empresas” e continuar a ser uma cidade “aberta e tolerante”.

Este novo centro da Mercedes terá como tarefas a criação de aplicações ligadas aos automóveis e o desenvolvimento de tecnologias que permitam ter carros com condução autónoma num futuro próximo. O Digital Delivery Hub vai empregar 115 programadores de áreas tão diversas como tecnologia Java e Adobe Experience Manage para que tal aconteça.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mercedes vai acelerar para os serviços digitais em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião