Contribuições atingem valor recorde em 20 anos

  • ECO
  • 12 Maio 2017

Descontos para a Segurança Social e outros regimes aproximaram-se dos 17 mil milhões de euros no ano passado. É o valor mais alto desde, pelo menos, 1995.

As contribuições para a Segurança Social e outros regimes de seguro ligados ao emprego atingiram o valor mais elevado em, pelo menos, 20 anos. De acordo com dados divulgados quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o volume de descontos sobre os salários brutos atingiu 16,9 mil milhões de euros em 2016, 13% acima do valor registado em 2012, no pico da crise, noticia o Jornal de Negócios.

A evolução das contribuições também conta com os 90 milhões de euros que resultaram do perdão fiscal em 2016 (o PERES, Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado) mas, mesmo retirando este valor, os descontos atingem o maior valor desde o início da série iniciada em 1995.

Face a 2015, as contribuições sociais efetivas aumentaram 4,5%. O INE explica que este resultado “está relacionado com o crescimento do emprego e com o impacto positivo nas contribuições devido à reversão da medida de redução das remunerações dos trabalhadores da administração pública.

As contribuições já pesam 9,2% do PIB, o que compara com 9% em 2015 e 7,5% em 1996.

Ainda esta semana, o primeiro-ministro frisou que foram criados 150 mil empregos num ano e apontou para o crescimento das contribuições em 5,5% nos primeiros meses de 2017.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Contribuições atingem valor recorde em 20 anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião