Governo atento ao ataque. Sem interferência na operação de segurança do Papa

Fonte do Ministério da Administração Interna adianta que está tudo normal ao nível da rede nacional de segurança interna. Ataque sem interferência na operação de segurança da visita do Papa.

O Ministério da Administração Interna (MAI) indicou ao ECO que as autoridades portuguesas estão a acompanhar de muito perto o ataque informático a várias empresas portuguesas, incluindo a PT, adiantando que não tem qualquer tipo de interferência na operação de segurança montada para a visita do Papa a Portugal.

“As autoridades portuguesas estão a acompanhar a situação, mas até ao momento não há informação de que esse ataque que está a atingir a Microsoft tenha qualquer tipo de consequência, tanto na rede nacional de segurança interna, como na rede SIRESP, que é a rede de comunicação de emergências”, disse fonte daquele ministério ao ECO.

“Ou seja, por exemplo, no caso da operação de segurança da visita do Papa a Portugal, não há qualquer tipo de interferência. Está tudo perfeitamente normal”, sublinhou ainda.

Ataque mundial

A PT é uma das empresas alvo de um ataque informático mundial. Os trabalhadores receberam uma mensagem onde lhes foi pedido que, por questões de segurança, desligassem os seus computadores da rede e aguardassem novas orientações. Em alguns computadores, aparecem mensagens onde se pede um resgate em bitcoins.

“Foi detetado um ataque informático a nível internacional, com impacto em vários países, nomeadamente Portugal, afetando diferentes empresas. Por questões de segurança, faça power-off ao seu PC Windows e desligue-o da rede. Aguarde novas orientações” — lê-se na mensagem enviada aos trabalhadores da PT, a que o ECO teve acesso.

Tal como a PT, também a Telefónica foi alvo do ataque informático — os alvos são grandes empresas ligadas à Microsoft. Aliás, o site espanhol que tutela a segurança informática já publicou um comunicado com os sistemas que estão a ser afetados por este ataque de ransomware em Espanha.

Não é inocente o pedido de resgate em bitcoins dos hackers que atacaram computadores de algumas empresas em Portugal e Espanha, incluindo a PT e a Telefónica. A moeda virtual escapa ao controlo dos reguladores e quase duplicou de valor desde o início do ano.

(Notícia atualizada às 16h18)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo atento ao ataque. Sem interferência na operação de segurança do Papa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião