Porquê bitcoin? Moeda digital já duplicou de valor este ano

Não deixa de ser curioso que os hackers que atacaram várias empresas, incluindo a PT, tenham pedido um resgate em bitcoins. A moeda digital foge ao controlo dos reguladores e já ganha 90% em 2017.

Não é inocente o pedido de resgate em bitcoins dos hackers que atacaram computadores de algumas empresas em Portugal e Espanha, incluindo a PT e a Telefónica. A moeda virtual escapa ao controlo dos reguladores e quase duplicou de valor desde o início do ano.

Na plataforma Bitstamp, uma das mais populares para compra e venda desta moeda digital, a bitcoin chegou ontem a superar pela primeira vez os 1.800 dólares . Apresenta uma valorização de quase 90% desde o dia 31 de dezembro, estando atualmente a cotar nos 1.768 dólares.

No ataque informático, os hackers exigem um resgate no valor de 300 dólares a cada utilizador e o único meio de pagamento que aceitam é em bitcoins. Porquê um pedido de resgate em bitcoins?

Por se tratar de uma moeda digital, baseada na tecnologia blockchain, a bitcoin escapa ao controlo dos reguladores e autoridades, razão pela qual muitos países olham com alguma desconfiança porque pode ser usada para fins ilícitos, como branqueamento de capitais ou terrorismo.

Ou seja, desta forma os hackers tentam obter uma vantagem financeira através de um método que é bastante difícil de ser acompanhado e rastreado pelas forças de segurança.

A PT é uma das empresas alvo de um ataque informático mundial. Os trabalhadores receberam uma mensagem onde lhes foi pedido que, por questões de segurança, desligassem os seus computadores da rede e aguardassem novas orientações. Em alguns computadores, aparecem mensagens onde se pede um resgate em bitcoins.

“Foi detetado um ataque informático a nível internacional, com impacto em vários países, nomeadamente Portugal, afetando diferentes empresas. Por questões de segurança, faça power-off ao seu PC Windows e desligue-o da rede. Aguarde novas orientações” — lê-se na mensagem enviada aos trabalhadores da PT, a que o ECO teve acesso.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Porquê bitcoin? Moeda digital já duplicou de valor este ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião