Negócio dos centros comerciais da Sonae lucra 15,9 milhões

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 16 Maio 2017

Recuo de 4,2% justifica-se com alienações parciais realizadas em 2016, nomeadamente do AlgarveShopping e Estação Viana Shopping, e com a redução da participação no Sierra Portugal Fund.

A Sonae Sierra atingiu lucros de 15,9 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, abaixo dos 16,6 milhões registados no mesmo período de 2016.

Em comunicado, a empresa explica que este recuo de 4,2% “deveu-se, sobretudo, às alienações parciais realizadas em 2016 dos centros comerciais Loop5 (Alemanha), Luz del Tajo (Espanha), AlgarveShopping e Estação Viana Shopping (Portugal) e à redução da participação no Sierra Portugal Fund, em parte compensadas pela abertura do centro comercial ParkLake (Roménia) em setembro de 2016”.

A empresa dá ainda conta de que “prosseguiu com sucesso a sua estratégia de reciclagem de capital”. Aqui indica que o fundo Iberia Coop adquiriu o Albufeira Retail Park e o hipermercado Continente do AlgarveShopping e que o veículo de investimento imobiliário Socimi ORES “iniciou o processo de aquisição de ativos”.

Em Portugal, as vendas dos lojistas avançaram 3,9%, indica ainda o comunicado. Um valor superior ao registado em Espanha, com um aumento de 0,4%. Na Europa, as vendas cresceram 3,8%. E no conjunto do portefólio, subiram 4%.

O CEO da Sonae Sierra, Fernando Guedes de Oliveira, diz que “o aumento das vendas dos Lojistas, das rendas e das taxas de ocupação nos primeiros três meses do ano reflete uma gestão bem-sucedida e a qualidade dos centros comerciais da empresa”. E acrescenta que “os centros em desenvolvimento estão a progredir a bom ritmo e a estratégia de reciclagem de capital continua a impulsionar novas oportunidades de crescimento, incluindo as primeiras aquisições da Socimi ORES”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Negócio dos centros comerciais da Sonae lucra 15,9 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião