Euronext abre a bolsa às startups

Gestora da bolsa portuguesa pretende abrir o mercado de capitais às startups e às pequenas e médias empresas com a criação do Euronext Access+. Mas há mais novidades na Euronext.

A Euronext, gestora da bolsa de Lisboa, vai lançar o Euronext Access+, um compartimento do mercado desenhado para as startups e pequenas e médias empresas. Esta aposta faz parte de um conjunto de medidas que a operadora bolsista anunciou esta quarta-feira e que visa facilitar o acesso da economia real ao financiamento por via dos mercados de capitais.

Ao todo são quatro as novidades que a Euronext tem em curso para reforçar a ligação entre empresas e mercados de capitais. Desde logo a mudança nas designações dos vários mercados da Euronext: a Easynext passa a designar-se Euronext Access, que funcionará como a principal porta de entrada para as empresas que queiram ir para a bolsa de uma forma simplificada; o Alternext passa a Euronext Growth, um mercado mais direcionado às médias capitalizações.

Em relação às startups e PME, o novo Euronext Access+ funcionará como “um trampolim” para estas empresas alcançarem outros mercados Euronext. Mas há alguns requisitos a cumprir para que possam pedir a admissão a este compartimento que faz parte do Euronext Access:

  • Relatórios financeiros dos últimos dois anos, incluindo contas auditadas no último ano;
  • Dispersão mínima de um milhão de Euros;
  • Obrigatoriedade de ter um Listing Sponsor desde a data de admissão e que acompanhe a empresa ao longo da sua experiência no mercado; e
  • Compromisso de comunicar com regularidade para o mercado.

Do conjunto de medidas fazem ainda parte o reforço do papel dos Listing Sponsor e um novo modelo de mercado dedicado às médias capitalizações “com o objetivo de melhorar a liquidez destas empresas”, com destaque para o sistema inovador de negociação por bloco para as mid-caps, no âmbito do Euronext Block.

“A missão da Euronext é fortalecer os mercados de capitais financiando a economia real. Isto reflete-se em adaptações constantes das nossas bolsas e serviços para ir ao encontro das necessidades das empresas europeias”, refere Stéphane Boujnah, presidente da Euronext.

“Para tornar as coisas mais simples e claras, decidimos juntar todas as bolsas que operamos numa única marca e nome: Euronext”, frisou o responsável.

"A missão da Euronext é fortalecer os mercados de capitais financiando a economia real. Isto reflete-se em adaptações constantes das nossas bolsas e serviços para ir ao encontro das necessidades das empresas europeias.”

Stéphane Boujnah

Presidente da Euronext

Comentários ({{ total }})

Euronext abre a bolsa às startups

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião