Temer e Trump arrastam Lisboa para terceira sessão de quedas

O PSI-20 foi penalizado pelas cotadas mais expostas à economia brasileira e fechou no nível mais baixo desde o final de abril.

Michel Temer mergulhou o Brasil numa nova crise política ao tornar-se suspeito num esquema de corrupção; Donald Trump é acusado de ter interferido numa investigação federal. As notícias vieram do outro lado do Atlântico, mas chegaram para afundar as ações das principais praças europeias. Lisboa não escapou às quedas e fechou a cair pela terceira sessão consecutiva.

O PSI-20 perdeu 0,85% e fechou nos 5.073,89 pontos, o nível mais baixo desde o final de abril.

A penalizar a bolsa estiveram, sobretudo, as cotadas mais expostas à economia brasileira. A EDP, dona da EDP Brasil, caiu 2,19%, para os 2,99 euros, enquanto a Galp, que explora petróleo no Brasil, derrapou 3,34%, para os 13,87 euros por ação. Também a construtora Mota-Engil afundou 3,50%, para os 2,48 euros.

Do lado dos ganhos, destaque apenas para o BCP, que subiu 2,28%, para os 22 cêntimos, e para a EDP Renováveis, que valorizou 0,23%, para os 6,98 euros por ação.

Lá fora, o cenário também foi de quedas. O destaque vai para a praça espanhola, que perdeu perto de 1%, penalizada pelo Santander, banco com forte presença na América Latina.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Temer e Trump arrastam Lisboa para terceira sessão de quedas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião