Sonae investe na saúde oral e medicina estética

  • ECO
  • 19 Maio 2017

A Sonae abre hoje a primeira de cinco clínicas previstas para este ano. Oferece tratamentos de medicina estética e dentária mas também acordos de saúde.

A primeira clínica da Sonae abre hoje no centro comercial Colombo, em Lisboa. A Well’s vai contar com equipas médicas especializadas e tecnologia de ponta para fornecer serviços de medicina dentária e estética. Para apoiar estes serviços de saúde haverá acordos com seguradoras e um Plano de Saúde Well’s.

A Sonae quer apostar na saúde com a cadeia de clínicas Dr. Well’s. Pretende-se uma medicina dentária e estética de qualidade, apoiadas num “corpo clínico liderado por médicos conceituados” que terão à sua disposição “equipamentos de referência e inovadores”, de acordo com o comunicado da empresa.

Na clínica do centro comercial Colombo, os tratamentos de estética variam entre o rejuvenescimento, transplantes capilares, a depilação permanente e muitos outros. Na medicina dentária a equipa que oferece serviços dentro da higiene oral, implantologia, ortodontia e até cirurgia. A clínica emprega um total de 25 trabalhadores, dos quais dez são médicos dentistas e cinco médicos de estética.

Os clientes terão acesso a variadas soluções de pagamento, financiamento e a acordos com catorze seguradoras, entre elas a Açoreana Seguros, Tranquilidade, Groupama e Multicare. O Plano de Saúde Well’s é outra das soluções para a saúde financeira dos clientes.

Luís Moutinho, CEO da Sonae explica o investimento na saúde e bem-estar: “Na Sonae MC assumimos a nossa missão de desenvolver novas áreas de negócios que sejam capazes de acrescentar valor à sociedade.”. A cadeia Well’s pretende alargar-se a todo o país, embora só estejam previstas mais cinco aberturas para o primeiro ano de atividade.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sonae investe na saúde oral e medicina estética

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião