Estado conclui venda da ex-Qimonda à Amkor Technology

A Nanium (ex-Qimonda) já não é gerida pela Aicep. O Governo concluiu a venda da companhia à Amkor Technology, recuperando 8,9 milhões em incentivos concedidos e que ainda não tinham sido reembolsados.

O Governo anunciou a conclusão da vendeu da Nanium, a empresa que nasceu da falência da Qimonda, aos norte-americanos da Amkor Technology. A Nanium era detida em 17,88% pela AICEP em representação do Estado, somando ainda duas participações de 41,06% detidas pelo BCP e pelo BES.

Segundo um comunicado, a operação permite recuperar mais de 8,9 milhões de euros em créditos remanescentes concedidos como incentivos no âmbito do programa de incentivos à modernização da economia e do sistema de incentivos do QREN. O Estado prevê recuperar ainda, “de forma gradual, a componente capital investida na empresa, resultante do processo de insolvência da Qimonda”.

A Nanium atraiu a Amkor Technology pelos “produtos de alta qualidade tecnológica” que fabrica. A empresa de Vila do Conde ainda hoje fornece “soluções de embalagens de semicondutores”, um negócio de interesse para os norte-americanos sedeados no Arizona. “A solução agora encontrada é estratégica e económica e financeiramente vantajosa para o Estado e para os trabalhadores da empresa”, lê-se na nota enviada às redações.

“A aquisição da Nanium pela Amkor é um passo sólido para a viabilidade e crescimento a médio e a longo prazo da empresa, enquadrada num grupo que é o segundo maior do setor a nível mundial, com um volume de negócios, em 2016, de 3.900 milhões de dólares. É de sublinhar que ficam desde logo protegidos os cerca de 550 postos de trabalho, muitos deles altamente qualificados, numa empresa emblemática para a região norte do país e para a economia nacional, representando mais de 35 milhões de euros de exportações”, refere o gabinete do secretário de Estado da Internacionalização.

Por fim, o Governo considera que a operação, proposta pela Aicep, visa “evitar futuros investimentos” de dinheiros públicos na empresa, ou a “consequente perda de valor em decurso das suas permanentes necessidades”. “A Amkor, pela sua dimensão e capacidade financeira, tem condições para assegurar os significativos investimentos que a Nanium requer nos próximos anos, única forma de manter a sua competitividade internacional”, conclui o documento.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estado conclui venda da ex-Qimonda à Amkor Technology

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião