Emirates, FlyDubai e Saudia suspendem voos com Qatar

  • Lusa
  • 5 Junho 2017

Duas companhias aéreas do Dubai e uma da Arábia Saudita anunciaram hoje a suspensão dos voos para o Qatar, na sequência do corte de relações diplomáticas entre quatro países árabes e o Qatar.

A transportadora Emirates e a de baixo custo FlyDubai vão cancelar os voos com destino e origem no Qatar a partir de terça-feira e “até nova ordem”, de acordo com comunicados separados das companhias.

A decisão das transportadoras surgiu depois da Etihad, com sede em Abu Dhabi, ter cancelado os voos para Doha.

As três companhias acrescentaram que vão garantir os voos previstos para hoje e propor aos clientes “outras opções”, incluindo o reembolso total do bilhete de avião.

A Saudia, transportadora nacional da Arábia Saudita, anunciou também a suspensão, a partir de hoje, de todos os voos com destino e origem do Qatar.

Em resposta, a Qatar Airways suspendeu todos os voos para a Arábia Saudita.

O encerramento pelo reino saudita, Emirados e Bahrain do espaço aéreo com o Qatar deverá afetar o tráfego aéreo no país, através do qual transitam diariamente numerosos passageiros oriundos ou com destino aos três vizinhos do Qatar.

O Egito, que também cortou relações diplomáticas com Doha, anunciou o encerramento das fronteiras “aéreas e marítimas” com o Qatar que, de acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros egípcio, “insiste em adotar um comportamento hostil em relação” ao Cairo.

O Bahrain, Egito, Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos anunciaram hoje o corte de relações diplomáticas com o Qatar, devido às relações que mantém com o Irão e que acusam de apoiar grupos extremistas islâmicos.

Também o governo do Iémen anunciou hoje o corte de relações com o Qatar, membro da coligação militar árabe que opera no país, acusando Doha de ligações com os grupos houthis pró-iranianos e de apoio a grupos jihadistas.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Emirates, FlyDubai e Saudia suspendem voos com Qatar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião