5 coisas que precisa de saber antes de abrirem os mercados

No rescaldo das eleições no Reino Unido, os investidores vão estar atentos também aos dados da balança comercial portuguesa e à evolução dos preços do petróleo.

O Reino Unido acorda depois de um dia eleições antecipadas. Apesar de as projeções terem sido conhecidas logo ao final do dia, os resultados oficiais só hoje são anunciados. O resultado da votação vai influenciar o valor da libra, bem como de outros ativos expostos ao mercado britânico. A nível internacional, a evolução dos preços do petróleo continuará a centrar atenções, já em Portugal destaque para os dados da balança comercial e, entre eles, a evolução das exportações. E o Montepio, continuará a afundar?

Rescaldo das eleições no Reino Unido

Conhecidos os resultados das eleições no Reino Unido, as repercussões far-se-ão sentir logo na abertura dos mercados esta sexta-feira. Ativos mais expostos ao mercado britânico merecerão atenção neste dia. Na última sessão, a libra seguia a desvalorizar 0,20% face ao euro, com um euro a valer 0,87 libras.

Como evoluíram as exportações?

O Instituto Nacional de Estatística divulga os dados do comércio internacional relativos ao mês de abril, nomeadamente os da balança comercial. É um indicador importante para medir o pulso à economia nacional, através da análise à forma como evoluíram as exportações nesse período. Até março, as exportações cresceram 23,9%, enquanto as importações aumentaram 14,6%.

Petróleo volta a recuperar?

Depois de afundar quase 5%, o petróleo manteve-se em torno dos 45 dólares. O aumento das reservas nos EUA continua a pressionar as cotações, sendo que o aumento da atividade de exploração poderá acentuar a tendência de queda da matéria-prima. O número de poços em exploração no país tem vindo a aumentar há 20 semanas consecutivas. Esta sexta-feira, como é habitual, a Baker Hughes atualiza esse número. Poderá ditar a subida ou a descida dos preços da matéria-prima, tanto em Nova Iorque como em Londres.

Moody’s reavalia rating de Itália

A Moody’s vai fazer uma reavaliação ao rating atribuído à dívida pública italiana. Em julho de 2012, a agência de notação financeira sedeada em Nova Iorque baixou a avaliação de A3 (qualidade elevada) para Baa2 (qualidade média-baixa), tendo o grau sido mantido até agora. Irá melhorar, piorar ou ficar igual?

E o Montepio continua a cair?

O Montepio tem vindo a afundar em bolsa. Está a corrigir há várias sessões desde que as unidades de participação do banco registaram uma subida desenfreada perante a expetativa quanto à entrada de um novo investidor no capital do banco. Como se comportará o Montepio na última sessão da semana? Se voltar a cair, será a sétima sessão de perdas, isto depois de uma queda de mais de 10% na última sessão.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que precisa de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião