May falha maioria absoluta. A libra derrapa

Os resultados ainda não são finais, mas o Partido Conservador vai falhar a maioria parlamentar nas eleições do Reino Unido. A libra sofre o maior tombo desde a vitória do Brexit.

Apesar de o resultado final das eleições gerais no Reino Unido, o desfecho é praticamente certo e devastador para Theresa May. As projeções mais recentes indicam que o Partido Conservador falha a maioria absoluta no Parlamento, lançando a incerteza sobre o futuro do governo de May, mas também sobre as negociações do Brexit. A libra reflete o receio dos investidores, refletido num tombo de 2% face ao euro e ao dólar. Todos esperam por Theresa May, que tem uma declaração pública anunciada para as 10 horas.

As mais recentes projeções, indicam que o partido de Theresa May deverá falhar a tão desejada maioria absoluta que reforçaria o poder negocial da atual primeira-ministra britânica a dez dias do início das negociações do Brexit. Com poucos assentos ainda por distribuir, a contagem de votos dão neste momento 310 assentos ao Partido Conservador e 260 para o principal opositor: o Partido Trabalhista. Um resultado insuficiente para que Theresa May consiga chegar aos 326 lugares necessários para garantir a maioria absoluta. Já as mais recentes projeções da BBC indicam que o Partido Conservador consiga alcançar um total de 318 assentos e o Partido Trabalhista consiga 265 lugares.

A confirmar-se esse resultado, Theresa May não só perde a maioria no Parlamento britânico como poder negocial para a saída do Reino unido da União Europeia. Esta incerteza está a ter um efeito devastador sobre a libra, que recua em torno de 2% tanto face ao dólar como ao euro. A libra cai 1,93%, para os 1,1328 euros e 2,27%, para os 1,2662. Trata-se do maior deslize desde o referendo ao Brexit.

Entretanto, o líder dos trabalhistas, Jeremy Corbyn já veio dizer que Theresa May não tem condições para governar e pediu a demissão da opositora. A líder dos conservadores esclarece todas as dúvidas às 10 horas, hora a que se pronuncia publicamente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

May falha maioria absoluta. A libra derrapa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião