Juros de Portugal abaixo dos 3% antes de leilão e da Fitch

Portugal volta esta semana aos mercados para um duplo leilão de dívida a cinco e dez anos. No final da semana, a Fitch revê a notação do país.

Os juros da dívida portuguesa estão em queda. Recuam perto de cinco pontos base, levando a taxa a dez anos novamente para um nível abaixo dos 3% numa semana em que o país volta aos mercados de dívida de longo prazo. Esta semana ficará ainda marcada pela revisão da notação financeira de Portugal por parte da Fitch.

As taxas recuam em todas as maturidades, desde os dois aos 30 anos. A tendência é mais expressiva nos prazos mais longos, com a taxa a cinco anos a ceder 6,4 pontos para 1,34% enquanto os juros a dez anos estão novamente abaixo do patamar dos 3%. Estão a cair 4,4 pontos base para 2,973%, tendo chegado a 2,956%, um mínimo de 8 de setembro, ou seja, nove meses. O diferencial face à Alemanha está em 266 pontos base.

Portugal segue a tendência de outros países do euro, mas a queda acaba por ser mais expressiva. E é também mais importante para Portugal já que o Tesouro conta emitir até 1.250 milhões de euros em obrigações a cinco e dez anos na próxima quarta-feira, repetindo a dose do último leilão realizado a 10 de maio.

Na última apresentação aos investidores, a agência que gere a dívida pública adiantou que 55% do objetivo de financiamento com obrigações do Tesouro para 2017 já está cumprido, tendo levantado cerca de 15 mil milhões de euros desde o início do ano. E, por isso, esta operação de financiamento servirá já para a entidade liderada por Cristina Casalinho assegurar “uma posição de liquidez confortável e pré-financiar as necessidades de 2018″.

Além disso, na próxima sexta-feira, a Fitch volta a atualizar a notação da dívida portuguesa. A estabilidade do outlook não deixa grande margem para uma subida do rating do nível atual de “BB+”, considerado investimento especulativo. Isto apesar dos vários apelos, tanto nacionais como internacionais, para uma melhoria da notação do país.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juros de Portugal abaixo dos 3% antes de leilão e da Fitch

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião