P. J. Leimgruber: “A precisão supera o poder, o timing supera a velocidade”

  • ECO
  • 14 Junho 2017

Diretamente da University of Southern California, P. J. Leimgruber é mentor de marketing da recém-criada European Innovation Academy. E defende que fundamental é começar.

Cofundador e professor da University of Southern California, em Los Angeles, P. J. Leimgruber é um dos mentores de marketing de European Innovation Academy, que acaba de chegar a Portugal. Em entrevista explica que, mais do que uma ideia, o essencial é dar o primeiro passo: começar.

1. Como se evolui de uma ideia para um projeto concreto, para uma startup?

É só preciso começar; essa é a parte mais complicada para algumas pessoas. Um dia só tem 24 horas e dormir, comer e trabalhar ocupa grande percentagem desse tempo. O que é feito com as restantes horas é o importante. Esse tempo tem de ser utilizado para tornar a sua ideia em algo real. Comece por provar a viabilidade da sua ideia com pessoas que vão usá-la: faça um pitch da sua ideia a toda a gente relevante que o vá ouvir, e traduza esse feedback na primeira afirmação do seu produto.

2. O que é que dita o sucesso de uma startup?

Como diz o campeão de UFC, Conor McGregor, “A precisão supera o poder, e o timing supera a velocidade”. Esta é uma das minhas citações preferidas porque acho que se adequa às startups e à grande batalha que é gerir uma startup de sucesso. “A precisão supera o poder” — independentemente dos fundos ou dinheiro que tenha (poder), concentrar-se naquele problema específico que tem e atacá-lo com precisão e concentração é essencial. “Timing supera a velocidade” — é importante ter feedback e analisá-lo rapidamente, mas talvez seja mais importante apresentar soluções ao mercado. Demasiado cedo pode fazer com que seja difícil apanhar o fio à meada, e demasiado tarde pode significar que já há soluções e ideias (mesmo que a sua seja melhor). Acertar no timing é difícil mas torna-se mais fácil fazer essa previsão quando se tem os instintos certos.

3. O que diria a um CEO de uma startup acabada de criar? Qual o melhor conselho que lhe pode dar?

O sucesso vem em fases e camadas e, às vezes, com algum fracasso. Lembre-se que os pontos altos são muito altos, e que os baixos são muito baixos. É a forma como se dá resposta aos dias maus que importa. É isso que diferencia um bom de um excelente CEO. Mantenha-se humilde no sucesso, e perseverante nas dificuldades.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

P. J. Leimgruber: “A precisão supera o poder, o timing supera a velocidade”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião