Fraude fiscal: Ronaldo ouvido dia 31 de julho em Espanha

O fisco espanhol acusou o internacional português de fraude fiscal. Em causa estão 14,7 milhões de euros de impostos que ficaram por pagar. O jogador vai ser ouvido a 31 de julho em Madrid.

O jogador português Cristiano Ronaldo vai ser ouvido como arguido a 31 de julho no tribunal de Pozuelo de Alarcón, em Madrid, avançam os jornais El Confidencial e El Español. A sessão começará às 11h, na sequência da acusação feita ao craque internacional pelo fisco espanhol.

Foi a 13 de junho que a Autoridade Tributária espanhola acusou formalmente Cristiano Ronaldo de fuga ao fisco. Em causa estarão 14,7 milhões de euros de impostos que terão ficaram por pagar em receitas relativas a direitos de imagem. O jogador arrisca uma pena de prisão efetiva de um mínimo de sete anos.

Recorde-se que a acusação formal veio corroborar as informações já antes avançadas pela imprensa, que davam conta de que Cristiano Ronaldo estava a ser investigado por alegados crimes fiscais.

Como o ECO indicou há uma semana, um documento obtido pelo El País aponta que terão ficado por pagar em impostos: 1,39 milhões de euros em 2011; 1,66 em 2012; 3,2 em 2013; e mais 8,5 milhões de euros em 2014. Os valores, por serem avultados, entraram diretamente para a categoria de alegado crime fiscal. Cristiano Ronaldo tem negado as acusações.

(Notícia atualizada às 12h12 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Fraude fiscal: Ronaldo ouvido dia 31 de julho em Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião