Revista de imprensa internacional

  • Marta Santos Silva
  • 21 Junho 2017

O rei da Arábia Saudita mudou de príncipe herdeiro, Emmanuel Macron perdeu mais dois ministros devido a um escândalo, e outras três notícias que marcam a atualidade mundial.

No dia em que o CEO da Uber se demitiu, outras grandes notícias também se prendem com mudanças nas estruturas de poder: na Arábia Saudita, o monarca desafiou a tradição ao substituir o príncipe herdeiro e, em França, o Governo de Emmanuel Macron já perdeu mais dois ministros, num total de quatro em três dias. Nos EUA, uma eleição renhida reforçou o poder de Donald Trump, e em Espanha foram detidos suspeitos de terrorismo. Leia aqui as cinco notícias que marcam a atualidade mundial esta terça-feira.

BBC

Rei saudita escolhe filho para príncipe herdeiro

O Rei da Arábia Saudita, de 81 anos, decidiu mudar o seu príncipe herdeiro, que deixa de ser o sobrinho, Mohammed bin Nayef, e passa a ser o seu filho de 31 anos, o príncipe Mohammed bin Salman, que se torna no primeiro-ministro adjunto do país, permanecendo ainda no seu atual papel de ministro da Defesa. É uma quebra da tradição, já que os reis da Arábia Saudita costumam ter entre 70 e 80 anos. Leia a notícia completa na BBC. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

Le Monde

Emmanuel Macron perde mais dois ministros

O ministro da Justiça do governo de Édouard Phillippe, sob a presidência de Emmanuel Macron, decidiu esta quarta-feira que iria abandonar o Executivo. François Bayrou, um dos grandes aliados de Macron, vai sair devido ao escândalo que abala o seu partido, o MoDem, ligado à contratação de assistentes parlamentares europeus, cujo modelo está a ser investigado. Também a ministra dos Assuntos Europeus, Marielle de Sarnez, anunciou hoje a sua saída. São mais dois dos quatro ministros a demitirem-se esta semana. Leia a notícia completa no Le Monde. (Conteúdo em francês / Acesso gratuito)

The Washington Post

Republicanos vencem eleição renhida no estado da Georgia

A eleição local no estado da Georgia para um lugar no Congresso foi vencida pela candidata republicana, Karen Handel, reforçando assim a presidência de Donald Trump com mais um lugar no Capitólio e confiança renovada no Partido Republicano. O ato eleitoral renhido resultou na vitória dos republicanos num distrito que não é democrata desde 1979, após uma campanha que foi a mais cara de sempre para um lugar do género. Leia a notícia completa no Washington Post. (Conteúdo em inglês / Acesso condicionado)

El Mundo

Polícia espanhola detém suspeitos de terrorismo em Madrid

Esta madrugada, a polícia espanhola deteve um homem marroquino integrado no Estado Islâmico, que possuía armas e tinha um “perfil extremamente perigoso”. Também em Madrid, foram detidos outros dois indivíduos que viviam com ele, que poderão estar envolvidos nas atividades terroristas que o primeiro desenvolvia. A operação está integrada na ação de luta contra o terrorismo jihadista do Governo espanhol. Leia a notícia completa no El Mundo. (Conteúdo em espanhol / Acesso gratuito)

El Economista

Fundos da City juntam-se para litigar contra o Popular

Alguns dos grandes fundos sediados em Londres que perderam os seus investimentos no Banco Popular estão a coordenar-se para litigar de forma conjunta contra o banco. A resolução da entidade fez com que muitos fundos perdessem dinheiro que pretendem recuperar através de uma ação legal. Vários escritórios de advogados especializados nesta área estão a analisar, em conjunto com os fundos de investimento, formas de reclamar, sendo que uma delas seria recorrer contra as ordens do BCE e do Ministério da Economia espanhol que permitiram a resolução do Popular e a sua venda ao Santander por um euro. Leia a notícia completa no Expansión. (Conteúdo em espanhol / Acesso gratuito)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião