António Domingues entra na administração do angolano BFA

  • ECO
  • 25 Junho 2017

A informação foi avançada em primeira mão pelo comentador da SIC Marques Mendes. Depois da NOS, agora é a vez de Domingues entrar no banco de Isabel dos Santos.

“António Domingues vai ser administrador não executivo do BFA”. Quem o diz é Marques Mendes no seu comentário semanal na SIC, considerando “natural” a entrada do gestor para o banco de Isabel dos Santos “por causa do BPI”. A filha do presidente angolano já foi acionista do BPI que detém uma participação no BFA.

António Domingues foi durante muitos anos administrador do BPI e, no ano passado, saiu para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos (CGD), onde esteve apenas quatro meses por causa da polémica da entrega das declarações de rendimento e património no Tribunal Constitucional.

Depois da saída prematura do banco público, António Domingues regressou para a administração da NOS como vogal do conselho de administração. O controlo da NOS é divido entre a Sonae e Isabel dos Santos.

E é para o banco angolano controlado em 51,9% pela Unitel de Isabel dos Santos que António Domingues entra agora como administrador não executivo. O Jornal de Negócios acrescenta que o gestor foi nomeado para o cargo de vice-presidente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

António Domingues entra na administração do angolano BFA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião