Donos da EDP já perderam 1.250 milhões com caso judicial

As ações da elétrica têm perdido valor desde o arranque da investigação ao valor das rendas associadas aos custos de manutenção de equilíbrio contratual. Queda já supera os 10%.

A Energias de Portugal (EDP) tem estado sob pressão na bolsa. As suspeitas de corrupção ativa e passiva e participação económica em negócio, no âmbito da introdução de compensações financeiras no setor elétrico nacional, que levaram à constituição, entre outros, de António Mexia como arguido, já retiraram 10% do valor à elétrica. A fatura para os donos da empresa já vai em 1.250 milhões de euros.

Foi logo no início do mês que o Ministério Público e a Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária realizaram buscas nas sedes da EDP e da REN, em Lisboa. Também o escritório da consultora Boston Consulting Group (BCG). “Foram constituídos como arguidos os representantes da EDP que, à data, assinaram os contratos respeitantes a esta temática”, disse à data a PGR. Ou seja, António Mexia e Manso Neto.

Desde essa altura, a EDP tem vivido várias sessões no “vermelho”. Em 17 sessões, a EDP só valorizou em quatro, sendo que o saldo é claramente negativo para os investidores da elétrica. Neste período de tempo, a empresa liderada por António Mexia, que recusa sair do cargo à luz destas investigações, acumula uma queda de 10,2% — só o Montepio caiu mais: 35%.

A desvalorização é acentuada em termos percentuais, mas ganha ainda maior expressão quando contabilizada em euros. A EDP estava avaliada em 12 mil milhões de euros no arranque do mês, mas com tantas quedas acabou por encolher em 1.250 milhões de euros, dinheiro que representa perdas potenciais avultadas para os acionistas da elétrica, nomeadamente a China Three Gorges, o maior.

Com a descida acentuada, a EDP encolheu de tal forma que passou de a mais valiosa da bolsa nacional para o terceiro lugar do pódio. De acordo com dados da Bloomberg, a elétrica apresenta agora uma capitalização bolsista de 10,86 mil milhões de euros, o que a coloca atrás da Jerónimo Martins e da Galp Energia, avaliadas em 10,99 e 10,88 mil milhões de euros, respetivamente.

Veja o ranking de capitalização bolsista das cotadas do PSI-20:

Fonte: Bloomberg

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Donos da EDP já perderam 1.250 milhões com caso judicial

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião