UE avalia apoio a Portugal e Espanha por causa dos incêndios

  • Ana Batalha Oliveira
  • 29 Junho 2017

Os incêndios em Portugal vão estar em discussão no Parlamento Europeu. Na próxima quarta-feira vão discutir-se as medidas de prevenção e a resposta da União Europeia.

Os incêndios que deflagraram em Portugal a semana passada e em Espanha, na região de Huelva e do parque natural de Doñana, vão a debate em Bruxelas. O Parlamento Europeu vai discutir na próxima quarta-feira os mecanismos de proteção civil, prevenção e as soluções para estas calamidades.

São três os tópicos que vão guiar o debate de quarta-feira. Em primeiro lugar, vai ser considerada a hipótese do défice dos países afetados pelos fogos não incluir as despesas no combate às chamas e da respetiva recuperação. Vai ser ainda definida a forma mais rápida de disponibilizar as verbas do Fundo de Solidariedade da UE. A estratégia europeia para as florestas também sofrerá uma revisão.

Numa visita a Portugal na última segunda-feira, um dos quarto vice-presidentes da Comissão Europeia, Jyrki Katainen, anunciou que a CE dispõe de “todos os meios e mecanismos” para ajudar Portugal, e declarou ainda uma disponibilidade de comparticipação de até 95% de fundos estruturais para quaisquer “necessidades de construção” após os incêndios.

Em Portugal, arderam 53 milhares de hectares de floresta e morreram 64 pessoas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

UE avalia apoio a Portugal e Espanha por causa dos incêndios

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião