Manuel Pinho ouvido como arguido no caso das CMEC

  • ECO
  • 30 Junho 2017

O antigo ministro da Economia vai ser ouvido pela PJ no âmbito do caso das rendas excessivas, que terá decorrido durante o tempo em que manteve esta pasta.

Manuel Pinho, antigo ministro da Economia, vai ser ouvido como arguido do caso das CMEC pela Polícia Judiciária. A notícia é avançada esta sexta-feira pelo Jornal Económico na sua edição em papel e terá sido confirmada com o advogado do ex-governante, Ricardo Sá Fernandes. Este afirma que o seu cliente vai ser ouvido pela PJ, mas que não lhe foi comunicado “formalmente” o estatuto com que Pinho vai ser ouvido.

“O Dr. Manuel Pinho será ouvido nos termos acordados até às férias judiciais, não tendo sido formalmente comunicado o estatuto em que vai ser ouvido”, declarou Ricardo Sá Fernandes. Manuel Pinho encontra-se fora do país, pelo que foi acordado que este fosse ouvido até 15 de julho.

Em declarações aoExpresso no passado sábado, Pinho reiterou que esta acusação no caso das rendas excessivas é “um absoluto disparate” e que não existe uma ligação entre o financiamento da EDP à criação de um curso de energias renováveis e as condições que a empresa garantiu na revisão dos CMEC em 2007 e na extensão, sem concurso, das concessões da suas barragens.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Manuel Pinho ouvido como arguido no caso das CMEC

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião