Algarve foi destino preferido dos europeus em Portugal

A região liderou a lista dos destinos portugueses preferidos pelos cidadãos europeus, seguindo-se Lisboa. Dados agora revelados dizem respeito a 2015, antes do boom turístico que afetou o país.

Em 2015, quando os europeus pensavam em Portugal, pensam sobretudo no Algarve e em Lisboa. Foram as regiões portuguesas onde os turistas da União Europeia (UE) mais pernoitaram nesse ano, num total de 18,9 milhões de noites passadas no sul do país e 15 milhões na capital. Os dados foram agora revelados pelo Eurostat e dizem respeito a um período anterior ao boom turístico do país.

Aliás, nessa altura, nenhum destino nacional constava nos primeiros 30 lugares da lista de destinos preferidos pelos cidadãos europeus. Em contrapartida, as posições de topo foram praticamente todas conquistadas por cidades em Espanha, França e Itália. As Canárias foram o destino mais visitado dentro da UE, com 94 milhões de pernoitas, seguindo-se Ilha de França com 76,8 milhões de noites passadas por turistas europeus. Em terceiro ficou a Catalunha, com 75,5 milhões de pernoitas.

Segundo o gabinete de estatística da UE, os viajantes europeus passaram 85% das noites em Estados-membros e 15% em destinos exteriores à união. Quanto às pernoitas dentro da UE, 90% foram por europeus e os restantes 10% por cidadãos de países exteriores à UE. Quanto aos portugueses, apenas 7% do total de pernoitas em viagem foram passadas em destinos não europeus.

Os portugueses que viajaram para fora da UE preferiram o Brasil como destino, país que registou 19,1 milhões de estadias por parte de cidadãos oriundos de Portugal. O segundo destino preferido foi a Suíça, com 13,9 milhões de estadias. Em terceiro lugar, Cabo Verde, com 8,9 milhões de estadias. No total da UE, os destinos exteriores preferidos pelos viajantes europeus foram os Estados Unidos, a Turquia e Marrocos.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Algarve foi destino preferido dos europeus em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião