Américo Amorim processa Estado

  • ECO
  • 12 Julho 2017

Depois de processar o Novo Banco, duas sociedades de Américo Amorim colocaram uma ação administrativa contra o Estado e o Banco de Portugal. Ação está avaliada em 200 milhões de euros.

A Oil Investments BV e a Topbreach Holding BV, duas sociedades do empresário português Américo Amorim com sede na Holanda, colocaram uma ação administrativa contra o Estado e o Banco de Portugal, avaliada em 200 milhões de euros, escreve esta quarta-feira o Jornal de Negócios (acesso pago). O processo terá dado entrada no Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa.

Outra ação já tinha sido interposta também contra o Novo Banco, adianta o jornal, em julho de 2015, sendo este processo avaliado em 179,3 milhões de euros. Contactado pelo Negócios, o Novo Banco não adiantou o estado em que se encontra este processo que envolve o empresário português fundador da Corticeira Amorim.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Américo Amorim processa Estado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião