Media Capital: saiba tudo o que está incluído no pacote que a Altice comprou

  • Ana Batalha Oliveira
  • 15 Julho 2017

A TVI e a Rádio Comercial são líderes de audiência e como tal destacam-se dentro do grupo Media Capital, mas há mais. Saiba todos os negócios que passam agora para as mãos da Altice.

A Media Capital não é só líder em rádio e televisão: a Plural, que é a maior produtora em Portugal, também faz parte do grupo. Há ainda apostas ganhas no digital. Sintonize-se e perceba as várias ligações do grupo.

Após a aquisição pela Altice que foi anunciada esta sexta-feira, a imagem do grupo tem sido a TVI, e faz sentido que assim o seja. Além da liderança entre os canais generalistas se manter há 12 anos, o segmento de televisão é o que tem conseguido a maior receita: em 2016, os negócios de televisão amealharam 33,6 milhões nas suas operações. O horário nobre é a aposta forte da TVI, e nesse período, é líder há 17 anos.

Para além do canal generalista, a TVI tem ainda um canal de informação, o TVI 24, dois canais de entretenimento, o TVI Ficção e TVI Reality, e ainda dois canais específicos para o público estrangeiro, o TVI Internacional e o TVI África. Contudo, a ficção e informação também é transmitida além-fronteiras. O sinal da TVI chega a localizações tão distintas como Angola, Moçambique, França, Reino Unido, Estados Unidos, Porto Rico e Austrália, entre outros.

Dos ecrãs para as antenas, o grupo Media Capital continua a transmitir em várias direções: para além da Rádio Comercial, é ainda dono da M80, da Cidade, da SmoothFM e da Vodafone FM. No seu conjunto, as audiências destas rádios cobrem 34,9% do mercado. O grande impulsionador é a Rádio Comercial, que consegue em média 23,5% de share, mas a M80 também se destaca como a quarta rádio mais ouvida em Portugal. O peso das rádios nas contas do grupo é de 5,5 milhões de euros.

Aos olhos do público, chega a ficção em língua portuguesa que dispara as audiências do horário nobre. Nos bastidores, temos a Plural, a maior produtora audiovisual em Portugal. Assegura meios de produção através da Empresa de Meios Audiovisuais (EMAV) e os cenários são desenvolvidos na Empresa Portuguesa de Cenários (EPC). O contributo as receitas do grupo foi de 1,5 milhões de euros em 2016.

A Plural tem ainda uma forte presença em Espanha, pois serve cadeias de renome: a Cuatro, Antena 3 e Telecinco, entre outros canais autónomos. Foi esta produtora que levou a novela Meu Amor ao Emmys, a primeira novela portuguesa com esta distinção.

O casamento entre a Altice e a Media Capital traz novas potencialidades na área do digital, mas o grupo adquirido já estava a dar os primeiros passos. Tem o portal IOL e o mais recente TVI Player, lançado em 2015. O grupo descreve-o como “a televisão do futuro” que permite ver e rever a emissão da TVI em qualquer dispositivo móvel ou PC. O público que acede a partir do estrangeiro ascendeu várias vezes a um terço. Foi este o projeto que representou Portugal na categoria Media & News nos World Summit Awards, uma iniciativa das Nações Unidas.

No site, o grupo afirma que tem vindo a reforçar a tecnologia na infraestrutura, remodelar a área de produção criativa e dado crescente prioridade às redes sociais como o Facebook, Instagram, YouTube e Snapchat.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Media Capital: saiba tudo o que está incluído no pacote que a Altice comprou

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião