Metro do Porto: trabalhadores exigem garantias de emprego

  • Lusa
  • 27 Julho 2017

O concurso de subconcessão do metro espoleta os receios de perder os postos de trabalho ou que as condições contratuais sejam alteradas, como se verificou no último processo de subconcessão.

Os trabalhadores das empresas que fazem a manutenção das infraestruturas do Metro do Porto vão concentrar-se esta quinta-feira no Porto para exigir ver garantidos os seus postos de trabalho no próximo concurso de subconcessão, indicou fonte sindical.

A concentração está agendada para as 17 horas em frente da Torre das Antas, estando prevista a presença do secretário-geral da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional (CGTP-IN), Arménio Carlos. Esta concentração que visa a empresa Metro do Porto acontece no mesmo dia em que a nova estação da linha vermelha, batizada de VC Fashion Outlet – Modivas, no concelho de Vila do Conde, abre ao público pelas 6 horas.

Trata-se de uma nova estação que vai servir o Vila do Conde Porto Fashion Outlet, espaço comercial que se situa a alguns metros de distância e dispõe de um acesso pedonal direto, conforme descreve comunicado da empresa responsável pela rede de metro. De acordo com nota publicada no ‘site’ da central sindical, os trabalhadores em protesto “exigem ver garantidos os seus postos de trabalho no próximo concurso de subconcessão, mantendo, no mínimo, as atuais condições, suportadas por uma convenção coletiva, que transite para a futura empresa“. A nota refere que estas garantias não foram tidas em conta no anterior processo, no qual, lê-se, “alguns destes trabalhadores viram reduzidas as suas condições remuneratórias”.

A estação de VC Fashion Outlet – Modivas é a 82.ª da rede do Metro do Porto, e a 36.ª da Linha Vermelha (B), e teve um investimento total orçado em 1,2 milhões de euros que foi suportado em partes iguais pela Metro do Porto e pelos proprietários do Outlet de Vila do Conde. Serão 25 minutos de viagem a partir do Porto, estimando-se que cerca de um milhão de pessoas por ano deixe o automóvel em casa e passe a utilizar o metro nas suas deslocações até àquele espaço comercial.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Metro do Porto: trabalhadores exigem garantias de emprego

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião