PIB acelera nos EUA. Wall Street cai à boleia da Amazon

A economia norte-americana acelerou 2,6% no segundo trimestre, depois de um crescimento de 1,2% no primeiro trimestre. O impacto não se refletiu na bolsa: Wall Street abriu em terreno negativo.

Continua a correção nas cotadas tecnológicas depois da valorização do início da semana. Nem os números positivos da economia norte-americana no segundo trimestre animaram os investidores. As gigantes tecnológicas estão a registar desvalorizações esta sexta-feira, levando Wall Street para o pior desempenho da semana. O dia fica também marcado pela derrota de Trump sobre o Obamacare.

A economia dos Estados Unidos acelerou graças ao consumo das famílias, mas também por causa do comércio internacional — um assunto que tem sido uma das prioridades de Donald Trump. As exportações norte-americanas no segundo trimestre aumentaram 4,2%, face a um aumento de 2,1% das importações. Em sentido contrário, o investimento desacelerou de uma subida de 8,1% no primeiro trimestre para 2,2% no segundo trimestre.

O crescimento de 2,6% no segundo trimestre, em conjunto com os 1,2% dos primeiros três meses do ano, fazem prever que o primeiro semestre fique à volta de uma subida de 2%. Este poderá ser um argumento a considerar nas próximas reuniões da Reserva Federal, quando Janet Yellen e os restantes governadores tiverem de decidir se aumentam a taxa de juro pela terceira vez este ano.

Mas, em Wall Street, o efeito ainda não se concretizou. O Dow Jones está no limbo com uma queda tímida de 0,05% para os 21.785,97 pontos. Segue-se o S&P 500 com uma desvalorização de 0,1% para os 2.475,42 pontos. O maior deslize é do Nasdaq que abriu a cair 0,46% para os 6.352,22 pontos. A contribuir para este desempenho negativo estão as cotadas tecnológicas lideradas pela Amazon AMZN 0,00% .

Esta quinta-feira foi um dia de reviravoltas para Jeff Bezos. Depois de ter sido dado como o homem mais rico do mundo — dado que as ações da Amazon estavam a subir de forma expressiva –, o líder da empresa recebeu uma surpresa no final do dia: as ações da Amazon fecharam com uma desvalorização que lhe retirou o título conquistado. A tendência esta sexta-feira é a mesma: os títulos continuam a cair 3,96% depois de os resultados terem ficado aquém das expectativas.

Do ponto de vista interno, registou-se mais uma derrota do atual presidente dos Estados Unidos. O Senado norte-americano chumbou a proposta alternativa de Donald Trump para o sistema de saúde. “O Obamacare é um pesadelo para Trump e isso não são boas notícias para os mercados”, comenta o analista Naeem Aslam, da ThinkMarkets, em declarações à Reuters, uma vez que torna menos provável que as mudanças fiscais se tornem realidade num futuro próximo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PIB acelera nos EUA. Wall Street cai à boleia da Amazon

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião