Lego muda de CEO outra vez porque queria alguém mais novo

  • Marta Santos Silva
  • 10 Agosto 2017

Oito meses depois de entrar, Bali Padda está de saída enquanto CEO da Lego. Segundo o histórico chairman da empresa, a decisão já estava prevista. Ele "sabia que íamos logo procurar alguém" mais novo.

A Lego vai voltar a mudar de CEO pela segunda vez em oito meses, porque o primeiro escolhido era demasiado velho. Bali Padda, de 61 anos, entrou para a direção da empresa dinamarquesa de brinquedos em janeiro, mas deverá sair já em outubro para ser substituído por um empresário dez anos mais novo, Niels Christiansen.

Questionado sobre se a saída tão rápida depois da sua entrada era uma humilhação para o britânico Bali Padda, o histórico chairman da Lego Jorgen Vig Knudstorp, que foi ele próprio CEO da empresa durante 12 anos, afirma que “não é”, e que já havia um acordo entre Knudstorp e Padda de que um sucessor seria procurado logo após a tomada de posse. “Ele não nos desiludiu. Bali sabia que eu ia começar logo a procurar alguém. Mas pensávamos os dois que ia levar muito tempo. Tive sorte de ter encontrado, relativamente cedo, a pessoa certa”, disse Knudstorp ao Financial Times.

O novo CEO, Niels Christiansen, saiu do grupo industrial dinamarquês Danfoss e vai agora estrear-se no mundo da icónica empresa de brinquedos. Após mais de uma década de aumento de lucros na Lego, a empresa depara-se agora com um abrandamento no crescimento que Christiansen vai ter de saber enfrentar.

A Lego queria um CEO mais jovem do que Bali Padda para que este se pudesse manter no cargo durante mais tempo. Com 51 anos, Niels Christiansen assumirá assim essa responsabilidade, de guiar a empresa dinamarquesa nesta fase de transição. No ano passado, as vendas da Lego aumentaram 6%, chegando aos cinco mil milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lego muda de CEO outra vez porque queria alguém mais novo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião