Rússia reforça posição entre principais parceiros comerciais da União Europeia

  • Margarida Peixoto
  • 17 Agosto 2017

A União Europeia exporta mais para a Rússia, mas também está mais dependente dos seus fornecimentos.

No primeiro semestre deste ano, a Rússia reforçou a sua posição entre os principais parceiros comerciais da União Europeia. Segundo o Eurostat, as exportações para a Rússia subiram 23,9% no primeiros seis meses do ano e as importações cresceram 34,2%. Tanto nas exportações como nas importações, estes foram os maiores crescimentos registados. Os dados foram revelados esta quinta-feira pelo Eurostat.

A Rússia ocupa agora a quarta posição entre os principais clientes da UE e é o terceiro maior fornecedor de bens da União. Nos primeiros seis meses de 2017, a UE vendeu 41,6 mil milhões de euros à Rússia, e comprou 75,1 mil milhões de euros em bens. O défice comercial agravou-se dos 22,4 mil milhões de euros, para 33,5 mil milhões.

Já com a China, o principal fornecedor de bens da UE, o défice comercial encolheu de 83,6 mil milhões de euros para 79,1 mil milhões. A China é o segundo maior mercado de exportação dos países comunitários, atrás dos Estados Unidos.

Quem são os parceiros comerciais da UE?

Fonte: Eurostat

Comentários ({{ total }})

Rússia reforça posição entre principais parceiros comerciais da União Europeia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião