Ministra do Mar dá o OK à linha marítima Madeira/Continente

  • Lusa
  • 21 Agosto 2017

Haverá agora um concurso público internacional para a concessão de serviço de transporte marítimo por ferry entre a região e o continente português, segundo explicou o governo regional.

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, deu parecer favorável à ligação marítima entre a Madeira e o continente, abrindo espaço para o lançamento do concurso público internacional, disse hoje a Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura.

“Depois da pronúncia da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT), chegou a vez de o Governo Regional receber o parecer favorável da Ministra do Mar relativamente às peças do procedimento do Concurso Público Internacional para a concessão de serviço de transporte marítimo regular, por ferry, entre a região e o continente português”, refere o governo regional em comunicado.

O parecer técnico favorável possibilita, conforme sublinha o secretário da Economia, Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, “o cumprimento de mais um passo no desenvolvimento deste processo e o lançamento, na plataforma, do Concurso Público Internacional, no decorrer da semana que agora se inicia, ou seja, entre os dias 22 e 25 de agosto”.

O governante garante “que o trabalho que competia à região foi desde cedo assegurado e que, agora, cabe proceder à abertura do concurso e tudo fazer para que o mesmo suscite o interesse do mercado”.

A Secretaria adianta que, em termos de calendário, “mantêm-se as condições previstas e já publicamente avançadas, ou seja, aberto o concurso na plataforma, segue-se um prazo de 70 dias para a apresentação de propostas dos armadores, seguindo-se, depois, o tempo relativo à montagem da operação”, que espera concretizada e a funcionar no primeiro semestre de 2018.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ministra do Mar dá o OK à linha marítima Madeira/Continente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião