Ryanair quer comprar Air Berlin e Alitalia

  • Lusa e ECO
  • 24 Agosto 2017

A Air Berlin e a Alitalia declararam insolvência. A Ryanair quer que voltem a descolar -- lado a lado, embora para já só a Alitalia abra as portas.

O presidente executivo da Ryanair, Michael O’Leary, confirmou esta quinta-feira o seu interesse na Air Berlin em paralelo com a intenção de fazer uma oferta pela Alitalia em outubro próximo. Para já, a Air Berlin não está oficialmente à venda, mas a Ryanair pretende competir com a easyjet na aquisição da Alitalia com uma oferta que fará em Outubro.

As duas companhias estão em colapso, mas enquanto o processo da Alitalia está a decorrer com transparência e aberto a todos, no caso da Air Berlin só há contactos com a Lufthansa, criticou O’Leary em conferência de imprensa.

Segundo o líder da ‘low cost’ (companhia de baixo custo) irlandesa, em outubro haverá quatro ou cinco “ofertas sérias” pela companhia italiana, incluindo a da Ryanair, enquanto o processo da transportadora alemã é diferente já que o que se sabe nesta altura “é que não está à venda” e que a Lufthansa é proprietária de 50 aviões da Air Berlin, que estão alugados.

De acordo com O’Leary, neste momento os únicos envolvidos no processo da Air Berlin são as duas companhias alemãs e o Governo de Berlim. A companhia aérea Air Berlin anunciou a 15 de agosto ter solicitado a abertura de um processo de insolvência depois da decisão do seu acionista maioritário Etihad Airways de não continuar a prestar apoio financeiro.

O’Leary viu no calendário de divulgação desta informação, dois meses antes das eleições alemãs, a mão da Lufthansa com o objetivo de pressionar o Governo, já que estas informações nunca surgem em agosto, o mês de maior liquidez das companhias, apontou, citado pela agência Efe. O’Leary advertiu que uma fusão com a Air Berlin criaria um monopólio, ao permitir à Lufthansa controlar 95% das rotas nacionais na Alemanha face aos 17% atuais.

A companhia aérea low cost easyJet também já tinha demonstrado interesse em comprar a Alitalia. A Ryanair é uma concorrente direta da easyJet e está à frente no mercado italiano, detendo a maior quota de mercado em 2015. Já é a segunda vez numa década que a Alitalia declara insolvência, pelo que o Governo já anunciou que não vai resgatar a companhia.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Ryanair quer comprar Air Berlin e Alitalia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião