Impresa avança 4% e corrige das perdas

  • Juliana Nogueira Santos
  • 25 Agosto 2017

O anúncio da venda ou encerramento da maioria dos títulos de publishing da Impresa fez com que as ações chegassem a cair 10% e fechassem quinta-feira a perder 5%. Esta sexta estão a corrigir.

Depois de ter estado a perder mais de 10% após saber-se que o grupo quereria vender ou fechar a maioria dos seus negócios na área da imprensa escrita, incluindo a revista Visão, as ações da Impresa seguem esta sexta-feira a corrigir, avançando perto de 4%.

No final da sessão de quinta-feira, o grupo liderado por Francisco Pedro Balsemão registou uma queda de 4,95%, com cada ação a valer 0,307 euros. Contudo, a cotada corrige agora para 0,319 euros, uma escalada de 3,91%.

A decisão de “reposicionamento estratégico da sua atividade”, como o grupo definiu em comunicado oficial foi comunicada aos quadros superiores na quarta-feira, com uma fonte próxima da empresa a afirmar que o grupo manterá apenas o semanário Expresso e a revista Caras. No mesmo comunicado, a Impresa confirma apenas a “redução da sua exposição ao setor das revistas e um enfoque primordial nas componentes do audiovisual e do digital”.

Face a este cenário, banco de investimento da Caixa Geral de Depósitos emitiu uma nota de research, onde não surgem quaisquer dúvidas: “O reposicionamento estratégico ao nível do setor das revistas surge como um passo necessário tendo em vista uma maior desalavancagem da Impresa”, pode ler-se na nota.

As contas do grupo poderão ser uma causas desta medida que porá em risco cerca de duas centenas de empregos. Os últimos dados apresentados perante a Comissão de Mercados de Valores Mobiliários apontam para uma dívida total de 189,1 milhões de euros, e quedas fortes nas receitas e nos lucros. Para além disto, a Impresa falhou a última emissão de dívida que tinha como objetivo angariar até 35 milhões de euros.

Atualmente, no segmento de publishing, o grupo detém as revistas Visão, Visão Júnior e Visão História, bem como o jornal Expresso e as revistas Activa, Blitz, Caras, Caras Decoração, Courrier Internacional, Exame, Exame Informática, TeleNovelas, TV Mais e também o Jornal de Letras, Artes e Ideias.

Impresa corrige das perdas de quinta-feira

(Notícia atualizada às 09h14 com mais informações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Impresa avança 4% e corrige das perdas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião