Parceira da Huawei paga viagens e estada a seis altos quadros do Estado

  • ECO
  • 26 Agosto 2017

Seis funcionários do Governo terão tido viagens e estada pagos na China, custos assegurados por um parceiro privado da multinacional tecnológica.

A multinacional Huawei terá pago viagens a altos cargos do Estado, avança este sábado o jornal Expresso [acesso pago]. Em causa estarão viagens e estada na China assegurados por uma empresa associada à Hauwei e não pela própria multinacional, adiantou entretanto o Expresso numa outra notícia publicada esta manhã, a seis funcionários dos Ministérios das Finanças e da Saúde, durante os dias 2 a 6 de junho de 2015. O custo das viagens e estadas terá rondado os 12.000 euros.

O caso, avançava o Observador a 16 de agosto, estaria a ser investigado pelo Ministério Público mas esta edição do Expresso dá mais detalhes. O MP terá começado a recolher elementos para investigação sobre o assunto no início de agosto.

As viagens pagas pela Huawei à China estão em investigação por significarem um valor acima dos 150 euros permitidos no Código de Conduta aprovado. Um dos envolvidos foi Nuno Barreto, adjunto do secretário de Estado das Comunidades, que viajou à China em janeiro deste ano, com estadia paga pela Huawei e que entretanto foi afastado pelo Governo.

O Expresso revela nesta edição os outros nomes, entre os quais estão Artur Trindade Mimoso, Nuno Lucas, Ana Maurício, Rui Gomes e Rute Belchior. A SPMS (Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, confirmou ao Expresso a viagem, dizendo que se tratou de uma ação para “adquirir e partilhar conhecimentos sobre os recursos, modelos e estratégias diferenciadoras utilizados no âmbito da telemedicina” mas não esclarece porque não foi o Estado a assegurar os custos da viagem. Já a Hauwei, contactada pelo semanário, está “disponível para prestar, em sede própria, todos os esclarecimentos que venham a ser necessários”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Parceira da Huawei paga viagens e estada a seis altos quadros do Estado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião