TAP mantém viagens para a Venezuela mas não vende bilhetes naquele país

Fernando Pinto, presidente da TAP confirmou que a empresa cancelou a venda de bilhetes na Venezuela. Em causa, a retenção das receitas por parte do governo venezuelano. Mas voos mantêm-se.

A TAP suspendeu a venda de bilhetes de avião na Venezuela. A informação foi avançada pelo presidente da companhia durante uma conferência em que participou, em Lisboa, esta segunda-feira.

Fernando Pinto, citado pela Bloomberg, afirmou: “A TAP parou de vender bilhetes na Venezuela porque não recebia o dinheiro da venda”. Fonte oficial da TAP adiantou, em declarações ao ECO, que a transportadora aérea continua a voar para a Venezuela mas os bilhetes são vendidos fora do país.

“A TAP deixou de vender bilhetes na Venezuela mas continua a operar normalmente, mas as vendas têm de ser realizadas fora daquele mercado”, sublinhou.

Em causa está a retenção de receitas das companhias aéreas por parte do governo da Venezuela, não permitindo que este chegue às respetivas sedes. A mesma fonte sublinha que “a TAP é das poucas companhias aéreas a voar para a Venezuela”.

A transportadora nacional está a operar três voos semanais para Caracas. Devido à crise venezuelana, o tráfego da TAP terá caído cerca de 50% nos primeiros meses deste ano.

A TAP, que voa para a Venezuela desde o início dos anos 80, chegou a ter retidos naquele país mais de 100 milhões de euros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

TAP mantém viagens para a Venezuela mas não vende bilhetes naquele país

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião