Uber quer o líder da Expedia. Terá de pagar 200 milhões por ele

Dara Khosrowshahi, líder da dona da Trivago, foi o escolhido pela Uber para ocupar o cargo de CEO na era pós-Travis. Nome poderá custar até 200 milhões de dólares à empresa de transporte privado.

Dara Khosrowshahi é o líder da Expedia desde 2005D.R./LinkedIn

A Uber escolheu Dara Khosrowshahi, atual CEO da Expedia, para ocupar o cargo de presidente executivo. É uma aposta cara por parte da empresa norte-americana de transporte, e que lhe poderá custar qualquer coisa como 200 milhões de dólares, de acordo com contas feitas pela Bloomberg.

Khosrowshahi comanda a dona da Trivago há 12 anos, tendo passado pelo grupo que comprou a própria Expedia, o conglomerado IAC. Durante esse tempo, catapultou as receitas da companhia e acumulou regalias como opções de compra de ações no valor de 184,4 milhões de dólares, pelas cotações de fecho da última sexta-feira.

Segundo a agência, é hábito das grandes empresas pagarem aos altos quadros uma bonificação por terem de rescindir os contratos de trabalho antes do estipulado. A Uber deverá ainda ter de pagar um salário anual mais os bónus em ações conseguidos pelo gestor ao longo de mais de uma década de serviço na plataforma. Contas feitas, o valor deverá rondar os 200 milhões de dólares.

Poderemos nunca saber o valor real, já que a Uber, enquanto empresa de capital privado, não é obrigada a revelar o montante. Mas sabe-se que a empresa ofereceu a Anthony Levandowski um pacote de ações no valor de 250 milhões de dólares quando foi buscá-lo à Google. Levandowski acabou despedido alguns meses depois.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Uber quer o líder da Expedia. Terá de pagar 200 milhões por ele

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião